Search
Close this search box.
Publicidade

PREOCUPANTE – Rondônia tem escassez de voos, exclusão de rotas e uma das passagens aéreas mais caras do Brasil

Quem quiser se deslocar de Porto Velho com destino a Manaus, terá de passar por Brasília ou São Paulo, pagando mais de R$ 10.000,00 (dez mil reais) no preço da passagem com mais de 9 horas de espera.
Publicidade

A interrupção dos voos diretos entre Porto Velho, capital de Rondônia, e Manaus, capital do Amazonas, tem sido motivo de crescente preocupação para os moradores das duas capitais do Norte. O que uma vez foi uma rota aérea de aproximadamente 60 minutos agora exige uma jornada de mais de 9 horas, aumentando significativamente o tempo e os custos para os passageiros.

As companhias aéreas Gol e Azul já haviam suspendido os voos diretos entre as duas cidades em 2023, citando razões como a alta judicialização em Rondônia e os elevados custos operacionais. Agora, a Latam, a única operadora que ainda mantinha essa rota, anunciou o fim do serviço a partir de abril deste ano, deixando Porto Velho praticamente isolada em termos de conectividade aérea.

Publicidade

Com uma população superior a 500 mil habitantes, a capital de Rondônia depende fortemente do transporte aéreo para conexões essenciais, como negócios, saúde e visitas familiares. No entanto, a diminuição das rotas e o aumento exorbitante dos preços das passagens tornaram-se um desafio significativo para os rondonienses.

É preciso bom senso e um acordo para que Rondônia não fique isolada do resto do país, hoje os voos são pela madrugada, com longas escalas e com uma das passagens mais caras do Brasil. Hoje quem quiser se deslocar de Porto Velho com destino a Manaus, terá de passar por Brasília ou São Paulo, pagando mais de R$ 10.000,00 (dez mil reais) no preço da passagem com mais de 9 horas de espera.

Rondônia está no prejuízo e muitas pessoas estão optando por se deslocarem para Rio Branco ou Cuiabá para conseguirem voos mais baratos e com escalas mais curtas, o que tem causado transtornos e preocupações nos rondonienses.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias