Search
Close this search box.
Publicidade

RO tem a 2ª menor taxa de desigualdade de renda do Brasil

Fatores que explicam a diminuição da desigualdade de renda no Estado são os baixos índices de desemprego
Publicidade

Rondônia possui a 2ª menor taxa de desigualdade de renda do Brasil (0,459), segundo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE este valor refere-se ao Índice de Gini, que mede a desigualdade de renda e varia entre 0 e 1, quanto mais próximo de zero, menor o desequilíbrio. Esse resultado tem influência das políticas públicas desenvolvidas pelo Governo de Rondônia por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico – Sedec.

Em 2018, Rondônia era o 8º lugar no ranking nacional (0,495), em 2019 passou para a 4ª posição (0,472) e hoje ocupa a 2ª colocação. Os fatores que explicam a diminuição da desigualdade de renda no Estado são os baixos índices de desemprego, por meio das intensas ações do Governo de Rondônia para atração de novos investimentos, geração de empregos, capacitações dos trabalhadores, apoio ao empreendedorismo, e ações que ampliam novas oportunidades de negócios, tornando o Estado mais competitivo.

Publicidade

Essas ações resultam em um crescimento médio de 6,7% no número de pessoas empregadas nos últimos três anos. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, isso faz com que Rondônia tenha a menor taxa de desocupação do país, com apenas 3,1%, de acordo com o IBGE – 2023. A pujança econômica do Estado, possui crescimento médio nominal do PIB em 6% nos últimos 4 anos, e o maior PIB per capita da região Norte, com valor de R$ 28.722,45 (vinte e oito mil, setecentos e vinte e dois reais e quarenta e cinco centavos); IBGE, que fornecem a estrutura necessária para bons números no mercado de trabalho e renda rondoniense.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha, ressalta que o Estado tem uma economia crescente. “Rondônia tem se destacado entre os estados do Brasil. Estamos trabalhando para atrair cada vez mais investimento para Rondônia, gerando mais emprego e renda para a nossa população”, destacou.

De acordo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Gonçalves, com as políticas públicas desenvolvidas por meio da Sedec que fomentam a geração de emprego e o empreendedorismo,“vamos garantir que os rondonienses tenham cada vez mais oportunidades, e que Rondônia continue com a menor taxa de desemprego do país”, salientou.

GERAÇÃO EMPREGO

O Geração Emprego é um conjunto de serviços prestados por pessoas que foram treinadas em várias frentes de trabalho, oferecendo um pacote de serviços especializados para o trabalhador, empresário e o profissional autônomo.

PROAMPE

Como forma de auxiliar os empreendedores rondonienses, a Sedec criou o Programa de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios – Proampe. O programa oferece crédito contabilizado de R$ 300 até R$ 100 mil; a taxa de juros é calculada pela Selic + 0,5% ao mês, sendo uma taxa abaixo da praticada no mercado. O prazo de pagamento é em até 36 vezes, podendo solicitar carência de até seis meses.

INVEST RONDÔNIA

A Coordenadoria de Promoção à Exportação e Atração de Investimento da Sedec tem o objetivo de promover o Estado de Rondônia para atrair novas empresas, investimentos e incentivar as exportações dos produtos da economia local.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias