Search
Close this search box.
Publicidade

Rondônia receberá investimento histórico de R$ 3,5 bilhões na indústria da defesa através do novo PAC

Embora ainda não tenham sido divulgados os detalhes específicos dos projetos em Rondônia, o governo federal já tornou públicos alguns planos em âmbito nacional.
📷: Exército Brasileiro
Publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) revelou os detalhes do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que tem como objetivo o desenvolvimento do país. Nesse contexto, o PAC destinará um total de R$ 29,6 bilhões para diversos empreendimentos em Rondônia. Uma parcela significativa, aproximadamente R$ 3,5 bilhões, será alocada no âmbito do eixo “Inovação para a indústria da defesa”, visando aprimorar a tecnologia de equipamentos de ponta e fortalecer a capacidade de defesa nacional.

O programa abrange a retomada de projetos interrompidos, o acompanhamento das obras já em andamento e o estabelecimento de novas iniciativas que impulsionem o seguimento da região.

Publicidade

Os projetos serão divididos nas áreas:

  1. Água para todos;
  2. Cidades sustentáveis e resilientes;
  3. Educação, ciência e tecnologia;
  4. Inclusão digital e conectividade;
  5. Infraestrutura social e inclusiva;
  6. Inovação para a indústria da defesa;
  7. Saúde;
  8. Transição e segurança energética;
  9. Transporte eficiente e sustentável.

Embora ainda não tenham sido divulgados os detalhes específicos dos projetos em Rondônia, o governo federal já tornou públicos alguns planos em âmbito nacional. Entre esses, destaca-se a construção da Ponte Binacional, que ligará o Brasil à Bolívia.

Inovação para a indústria da defesa – R$ 3,5 bilhões

O foco no eixo “Inovação para a indústria da defesa” tem como objetivo central equipar o país com tecnologias de última geração, fortalecendo assim a capacidade de defesa nacional. Para concretizar essa meta, um investimento significativo de R$ 3,5 bilhões será direcionado ao estado de Rondônia.

Embora não tenham sido revelados projetos específicos para o estado, em âmbito nacional estão contemplados planos como a construção do Estaleiro e da Base Naval para Submarinos Nucleares, desenvolvimento de submarinos, aquisição de viaturas blindadas, helicópteros, navios e caças, além de pesquisa e implantação de mísseis táticos de cruzeiro de longo alcance. Além disso, o programa engloba a implantação e integração de sistemas para monitoramento e controle da fronteira terrestre.

Em entrevista concedida na quarta-feira (16), o governador Marcos Rocha destacou que o eixo “Inovação para a indústria da defesa” é vital para a segurança nacional. Ele também indicou que podem ser desenvolvidos projetos específicos para Rondônia, com abordagem na Polícia de Fronteira, uma unidade da Polícia Militar de Rondônia responsável por combater crimes na fronteira com países vizinhos.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias