Secretário-adjunto da Sesau está entre investigados por possível fraude

Os mandados de busca e apreensão  foram cumpridos em residências, na SESAU e em uma empresa.

Rondônia - quinta-feira, 30/07/2020 às 12h03min
Secretário-adjunto da Sesau está entre investigados por possível fraude
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

O secretário-adjunto da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Nélio de Souza, está entre os investigados na Operação Polígrafo, deflagrada pela Polícia Federal que apura possíveis fraudes na Sesau durante aquisição de 100 mil kits de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19. O valor total da contratação investigada é superior aos R$ 10 milhões. A operação ocorreu nesta manhã (30).

Além dele, também estão gerente administrativo da pasta Álvaro Amaral, que foi um dos bombeiros deslocados até São Paulo para buscar os lotes de testes rápidos, que de acordo com as investigações não possuíam sequer registro da ANVISA e a  representante comercial da empresa BuyerBR que vendeu os testes, Maíres de Carli, também foi alvo da PF. Além da empresa Level Importação, Exportação e Comercio S/A, localizada em Itajaí (SC), responsável pela logística de busca e entrega nos materiais da China para o Brasil.

Os servidores públicos foram responsáveis pelo procedimento de dispensa de licitação, em detrimento das ofertas mais vantajosas para a administração pública que constam do chamamento público em andamento na SUPEL.

Os mandados de busca e apreensão  foram cumpridos em residências, na SESAU e em uma empresa.

Por JH Notícias

TAGs:


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email