Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

SEM ESTACIONAMENTO – Fim de faixa e Zona Azul podem salvar Sete de Setembro

O secretário Aderson Pereira iniciou os estudos
Publicidade

A tentativa dos empresários em evitar o declínio da avenida Sete de Setembro, que em tempos áureos já foi o principal centro comercial da capital rondoniense segue capitaneada pela Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL na cidade, que se reuniu com o secretário de trânsito Anderson Pereira, nesta semana.

Um problema que afasta os consumidores portovelhenses da Sete de Setembro é a escassez de espaços de estacionamentos, já que a via possui o seu lado direito destinado exclusivamente para ônibus coletivo, deixando apenas o seu acostamento esquerdo para ser utilizado.

Publicidade

Para a CDL, o fim dessa faixa exclusiva de ônibus e a implantação do sistema Zona Azul colocariam um ponto final no problema do estacionamento na Sete de Setembro.

Anderson Pereira em reunião com empresário da Sete de Setembro 

A reportagem do JH Notícias falou com Anderson Pereira, que garantiu já ter dado início à um estudo de viabilidade para atender à solicitação dos empresários, porém, tudo será analisado de forma profunda para que as medidas tomadas solucione a questão e não prejudique nem os empresários e nem os cidadãos que utilizam o transporte coletivo.

“A pedido da CDL vamos fazer um estudo de viabilidade, mas não vamos tomar nenhuma decisão sem antes mostrar para o prefeito os dados completos. Estamos estudando outras possibilidades de faixas de ônibus em vias que tem poucos comércios para que o trânsito possa fluir melhor”, afirmou Anderson Pereira.

Proposta antiga para a capital, o projeto que implanta o estacionamento rotativo na cidade denominado Zona Azul foi retomado pelo secretário que já iniciou o estudo de viabilidade.

“Estou reabrindo esse projeto da Zona Azul para dar viabilidade, já que a prefeitura enxerga esse serviço como uma das soluções para resolver o problema do estacionamento em Porto Velho”, finalizou Anderson Pereira.

 

Anúncie no JH Notícias