Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

Unidade de Saúde de Extrema passa a contar com espaço kids para o acolhimento de crianças

Brinquedos, jogos e livros estão entre os atrativos destinados aos pequenos que aguardam por atendimento
Publicidade

A Unidade de Saúde da Família (USF) Extrema, zona rural de Porto Velho, conta agora com um “Espaço Kids”, ambiente organizado especialmente para acolher as crianças que aguardam por atendimento ou enquanto esperam pelos pais. O objetivo é proporcionar uma experiência agradável e humanizada para as crianças que frequentam a unidade de saúde.

Localizado em frente a sala de vacina, o novo espaço, nomeado como “Brinquedoteca”, conta com mesas e cadeiras coloridas, brinquedos, livros, jogos e materiais para pinturas. Na USF Extrema, o projeto foi realizado como experiência exitosa, através do Núcleo de Educação Permanente (NEP) da unidade.

Publicidade

A enfermeira e coordenadora do NEP da USF Extrema, Mara Rezende, foi a idealizadora do espaço kids no local. Ela explica que a unidade atende diversas crianças por dia e que a ação atende a um dos principais objetivos da rede municipal de saúde: o atendimento humanizado.

“É uma ideia antiga que surgiu da necessidade de criar um espaço onde as crianças pudessem se distrair e esquecer um pouco o choro, medo e ansiedade, provocados pela espera do atendimento. E ainda foi pensada para as mamães que vêm até a unidade para se consultar e não têm onde deixar os filhos. Com isso acabaram os choros e a espera ficou mais acolhedora”, afirma.

Brinquedoteca conta com mesas e cadeiras coloridasBrinquedoteca conta com mesas e cadeiras coloridas

O Espaço Kids recebeu um toque especial com a criação de uma sala específica para o local, além de uma linda decoração que encanta a criançada. Segundo a idealizadora, cada detalhe foi pensado para garantir uma experiência positiva, proporcionando não apenas diversão, mas também contribuindo para o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional das crianças.

A gerente da Divisão Gestora de Educação Permanente (Dgep), da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), responsável pelos Neps, Angelita Mendes, esclarece que o espaço kids dentro das unidades não é uma exigência para a rede municipal da saúde, mas aponta que a iniciativa é uma forma de disponibilizar um cuidado a mais com a população. Além de Extrema, o Posto de Saúde Cachoeira de Teotônio também implantou a iniciativa.

“Ações de educação permanente buscam a qualificação dos profissionais com foco na transformação de práticas de saúde dentro e fora das unidades. A implantação de um espaço destinado especialmente às crianças é um exemplo disso. As unidades de saúde têm o compromisso de promover a assistência básica com ofertas de serviços que vão desde consultas clínicas, vacinação, distribuição de medicamentos até a educação em saúde. A criação de uma brinquedoteca entra como uma assistência a mais como forma de solucionar demandas de forma empática, onde cada unidade atua conforme a necessidade de sua localidade com foco no atendimento inclusivo e humanizado”, reforça a gerente.

A iniciativa já agradou quem passou pela unidade, como Noeli Kistemancher, uma das mães que utilizou a estrutura. Para ela, que tem o filho com Transtorno do Espectro Autista (TEA), o espaço é fundamental para proporcionar às crianças um ambiente agradável e acolhedor.

“Eu como mãe acho muito importante ter um espaço onde eu possa deixar meu filho e ir para minha consulta tranquilamente. Todas as crianças, principalmente as hiperativas ou que tem alguma necessidade específica, precisam de um cantinho assim. Muitas vezes, em um ambiente fechado, elas ficam com medo e choravam. Agora, com esse espaço, elas são atraídas pelo colorido da sala e dos brinquedos”, relata Noeli.

Anúncie no JH Notícias