Search
Close this search box.
Publicidade

Advogada morta junto com cliente publicou imagem de dentro da delegacia antes do crime

Brenda Oliveira, de 26 anos, e homem apelidado como Gordinho da Batata foram mortos a cerca de 600 metros da unidade policial, onde ele havia prestado depoimento.
Publicidade

A advogada assassinada junto com um cliente na tarde desta terça-feira (30) em Santo Antônio, na região Agreste potiguar, publicou uma imagem de dentro da delegacia do município pouco antes do duplo assassinato.

Brenda dos Santos Oliveira, de 26 anos, e o cliente dela, Janielson Nunes de Lima, de 25, apelidado como “Gordinho da Batata”, que era investigado pela Polícia Civil, foram mortos a cerca de 600 metros da delegacia do município, logo após sair do local.

Publicidade

A imagem escurecida mostra os pés de duas pessoas e a localização em “Delegacia de Polícia Civil”, acompanhada da legenda: “A sociedade e a sua mania de condenar um indivíduo apenas com base no ‘disse me disse'”.

A imagem seguia disponível no perfil da profissional, nas redes sociais, até a manhã desta quarta-feira (31).

Brenda havia recebido sua carteira de registro na OAB, como advogada, em 2022. A entidade anunciou luto oficial de três dias.

“A OAB do Rio Grande do Norte, a OAB nacional e a advocacia não sossegarão enquanto não houver a necessária punição aos culpados por tal gesto. Nós não podemos aceitar que a violência tome conta do nosso dia-a-dia. A nossa sociedade precisa reagir e a advocacia é absolutamente interessada que isso aconteça”, afirmou o presidente da OAB no RN, Aldo Medeiros.

Segundo a Polícia Civil Janielson Nunes de Lima, era investigado como um dos suspeitos do assassinato do vaqueiro João Victor Bento da Costa, de 19 anos, durante uma vaquejada, no último domingo (28).

Gordinho da Batata, como era conhecido, havia sido detido pela Polícia Militar na cidade de Arez nesta terça-feira e foi conduzido até a Delegacia de Santo Antônio, que fica distante cerca de 30 quilômetros.

O suspeito acabou liberado, por não existir mandado de prisão contra ele e nem flagrante vigente pelo crime do qual era suspeito, explicou a Polícia Civil. Ainda segundo a polícia, há também outras linhas de investigação sobre o caso.

Crime aconteceu a cerca de 600 metros da delegacia de Santo Antônio — Foto: Vanessa Camilo/Inter TV Cabugi

Crime aconteceu a cerca de 600 metros da delegacia de Santo Antônio — Foto: Vanessa Camilo/Inter TV Cabugi

Após deixarem a unidade, cliente e a advogada foram assassinados dentro de um carro no Centro da cidade de Santo Antonio. De acordo com a Polícia Militar, Brenda e Janielson foram alvos de diversos tiros e, em seguida, o carro em que estavam colidiu com um ônibus na pista. Eles morreram na hora e os autores do crime fugiram.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil do RN (OAB-RN) comunicou que requereu ao secretário de Segurança Pública do Estado, Coronel Francisco Araújo, o acompanhamento rigoroso das investigações, e também designou que uma comissão acompanhe o inquérito policial.

Trecho onde advogada e cliente foram mortos fica cerca de 600 metros distante da Delegacia — Foto: Vanessa Camilo/Inter TV Cabugi

Vaqueiro foi morto no domingo

 

O vaqueiro João Victor Bento da Costa, de 19 anos, foi morto a tiros na manhã do domingo (28) durante uma vaquejada no Parque Maria Salete, em Santo Antônio. Um dos suspeitos de participar desse crime seria o Gordinho da Batata, que foi assassinado nesta terça ao lado da advogada.

João Victor Bento da Costa, de 19 anos, foi morto a tiros durante vaquejada no interior do RN — Foto: Reprodução

João Victor Bento da Costa, de 19 anos, foi morto a tiros durante vaquejada no interior do RN — Foto: Reprodução

De acordo com a Polícia Militar, João Victor estava correndo na vaquejada com sua equipe e, por volta das 5h, se afastou um pouco do grupo. O jovem estava no estacionamento do Parque quando duas pessoas se aproximaram em uma moto e dispararam pelo menos três vezes contra ele. Um dos disparos atingiu as costas do rapaz, que morreu na hora.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias