Notícias de Brasil

Após acusação de estupro, Mastercard suspende campanha com Neymar

Postado em 06/06/2019 às 10h27min


Após acusação de estupro, Mastercard suspende campanha com Neymar

A Mastercard suspendeu uma campanha com o jogador Neymar que deveria ser veiculada durante a Copa América. A decisão aconteceu após o craque ser acusado de estupro e agressão.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, as propagandas divulgariam meios de pagamento por aproximação e, de acordo com a empresa, podem ser apresentadas após as investigações.

“Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido”, diz a marca em nota.

O jornal questionou se a companhia pretende substituir as peças que levavam o camisa 10, mas não obteve resposta.

Entenda
Segundo o relato da vítima, o fato aconteceu no dia 15 de maio, mas só foi registrado na última sexta-feira (31/05/2019), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em Santo Amaro, em São Paulo. A mulher disse à polícia que estava emocionalmente abalada e teve medo de registrar o caso na França.

A mulher contou que conheceu Neymar pelo Instagram e os dois começaram a trocar mensagens. No dia 12 de maio, um assessor do jogador, identificado como “Gallo”, entrou em contato para fornecer passagens para o embarque no dia 14 de maio.

Ela chegou a Paris no dia seguinte e ficou hospedada no hotel de luxo, ao qual o jogador teria chegado por volta das 20h, com sinais de embriaguez. De acordo com o relato, houve troca de carícias, mas Neymar se tornou agressivo e usou a força para fazer sexo com ela. No dia 17 de maio, a vítima retornou ao Brasil.

A titular da 6ª DDM, Juliana Lopes Bussacos, solicitou exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e encaminhou o boletim de ocorrência para a abertura de um inquérito policial. A Polícia Civil informou, na tarde desse sábado (01/06/2019), que a investigação está sob sigilo.

No fim da manhã dessa segunda-feira (03/06/2019), a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática foi à Granja Comary para entregar uma intimação a Neymar. O jogador será intimado a depor na próxima sexta-feira (07/06/2019) pela manhã.

Marido

O modelo Estivens Alves, de 31 anos, é ex-marido da modelo. Ele está incomodado com a exposição que o filho passou a ter após o jogador mostrar o nome do menino no vídeo em que publicou no Instagram expondo a conversa com a suposta vítima.

Segundo o modelo, que teria cuidado do filho enquanto a mãe estava em Paris para encontrar com Neymar, ele precisou mudar a sua rotina e está adotando medidas de segurança.

“Meu incômodo é o Neymar ter exposto meu filho e, hoje, ele ter que estar protegido, fora da vida [normal] dele. Estou tentando reverter essa exposição, que está gerando dano para [a] rotina dele. Isso está sendo bem chato. Nem indo para [a] escola essa semana ele está”, afirmou Alves.

Por Metropoles