Search
Close this search box.
Publicidade

Empresária é presa por escravizar afilhada por 15 anos

Sem receber salário da empresária, jovem era trancada e fazia serviços domésticos.
Publicidade

A empresária e fisioterapeuta Francisca Danielly Mesquita acabou presa, na terça-feira (23/5), por manter a afilhada em trabalho análogo à escrividão por 15 anos em Terezina, no Piauí. Nesta quinta, o Judiciário manteve a prisão da empresária, após pedido de soltura da defesa.

Janaína dos Santos, 27 anos, foi morar com a madrinha quando tinha 12 anos. Desde então, vivia em cárcere privado, sendo obrigada a fazer tarefas domésticas.

Publicidade

Em entrevista à TV Clube Janaína relatou que nunca foi ao médico e que não se lembra nem da data de aniversário. Além disso, a jovem era agredida verbalmente. Ela relatou que, certa vez, foi ameaçada com a frase “arrancar seu coração”, depois que a vítima quebrou garrafas de cerveja.

“Eu pedi tanto a Deus para me tirar de lá, e esse dia chegou”, disse Janaína na entrevista, após relatar que vivia chorando pelos cantos.

Defesa

Após a prisão, a defesa de Francisca Danielly solicitou prisão domiciliar, pois ela teria dois filhos pequenos, sendo um autista.

No entanto, o desembargador Sebastião Ribeiro Martins, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), negou o pedido. Danielly foi candidata a deputada federal pelo Avante em 2018, mas acabou derrotada nas eleições.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias