Siga nossas redes sociais

Quinta-feira, 30/06/2022

JH Notícias

Ações do Governo de Rondônia

Brasil

Pastor é preso suspeito de estuprar enteada por quase dez anos

Conforme os agentes, o caso começou a ser investigado após um tio da vítima denunciar o caso para a polícia

WhatsApp

Um pastor, de 41 anos, foi preso na sexta-feira (11), suspeito de estuprar a enteada por quase 10 anos, em Betim (MG). De acordo com a Polícia Civil, a vítima, atualmente com 15 anos, sofria abusos desde os 6 anos.

Conforme os agentes, o caso começou a ser investigado após um tio da vítima denunciar o caso para a polícia. Durante um depoimento, o suspeito chegou a confirmar que teria filmado a enteada, mas negou os outros abusos. Aos policiais, a vítima contou que, desde pequena, o padrasto passava a mão no corpo dela, mostrava filmes pornográficos, praticava sexo oral, entre outros atos libidinosos. Ainda segundo a adolescente, o suspeito dava dinheiro para que ela não contasse a ninguém sobre os abusos, que ocorreram até 2021, quando a jovem decidiu romper o ciclo de violências.

Ainda segundo a vítima, o homem chegou a fazer um buraco na parede do banheiro para filmar a enteada nua. Ao perceber a ação, a adolescente gravou o padrasto e mostrou o vídeo para a mãe, que preferiu acreditar no marido.

Em dezembro de 2021, o namorado da adolescente decidiu ligar para um tio dela e contar sobre os abusos cometidos pelo suspeito. O tio procurou a mãe da menina, que afirmou que a filha mentia, pois estava com demônio no corpo. Já o suspeito, após ver as imagens gravadas pela adolescente, confessou o delito e alegou que seria uma “fraqueza da carne”.

Após serem confrontados, o suspeito e a mãe da vítima ainda tentaram convencer os familiares a não denunciarem o crime, inclusive abririam mão da guarda da vítima, desde que os fatos não fossem levados ao conhecimento da polícia.

Segundo depoimentos, a vítima apresentava mudança de comportamento, como isolamento e tristeza excessiva. A adolescente está sob os cuidados dos tios maternos desde a descoberta dos fatos.

Banner publicitário da Assembleia Legislativa

Além da prisão, os policiais apreenderam celulares, que foram encaminhados para análise pericial. De acordo com a polícia, a mãe da vítima poderá responder por omissão. Ainda conforme os agentes, as investigações continuam para apurar se existem outras vítimas de abuso por parte do suspeito, que é líder religioso em algumas igrejas da cidade.

Banner publicitário Governo de Rondônia
Ações do Governo de Rondônia

Curtiu? Siga o JH NOTÍCIAS no Facebook, Instagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias de Rondônia.

Por JARUONLINE

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade
Publicidade Ações do Governo de Rondônia
Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais em Brasil