Playlists especiais: como o Spotify pode ser um aliado da sua empresa

Brasil - quarta-feira, 01/04/2020 às 18h26min
Playlists especiais: como o Spotify pode ser um aliado da sua empresa
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Listas musicais dão mais personalidade de uma marca e são importantes ferramentas para a divulgação de produtos e serviços

O Spotify é um dos serviços de streaming de música mais populares do mundo. Com ele, seus usuários podem montar diversas playlists para ouvir em vários momentos do dia.

A criação de listas musicais personalizadas também está ao alcance das empresas e comporta-se como uma boa ferramenta de interação e relacionamento junto aos seus clientes, futuros consumidores e, também, seus colaboradores.

Contando com aquele olhar estratégico, ganham todos, inclusive os artistas, pois muitos podem receber do Spotify seus royalties, ou seja, o chamado “pagamento por play”, valor que é repassado às gravadoras cada vez que a música é ouvida pelo aplicativo.

Música no marketing digital

A música sempre foi utilizada para conectar pessoas, por ter a capacidade de mexer com as emoções, provocando relaxamento, aceleração, inspiração, concentração e despertando memórias e referências.

O que seriam dos clássicos do cinema e das campanhas publicitárias sem uma trilha sonora marcante?

No marketing digital voltado para o relacionamento, a música quebra as fronteiras dos jingles e ajuda a formar a personalidade de uma marca ou empresa.

Para que as músicas dialoguem com os valores que a marca ou a empresa quer repassar ao seu público, é preciso atenção.

O primeiro passo é escolher canções cujas letras transmitam mensagens que estejam alinhadas com os princípios do negócio e que sejam agradáveis de se ouvir.

Também é necessário observar os artistas, as ideias que defendem e a representatividade deles dentro do nicho no qual a empresa está inserida. Este cuidado inicial evita problemas relacionados a mensagens mal interpretadas.
Somado a esses detalhes, vale à pena consultar os Termos e Condições do Spotify para não infringir nenhuma regra.

Listas especiais

Além de moldar o perfil de um negócio, outro viés interessante para a utilização das músicas é tê-las como um meio de divulgação de produtos e serviços.

É importante criar playlists bem diversificadas umas das outras, lembrando que para cada produto ou serviço da empresa pode haver um público-alvo específico.

Uma agência de viagens pode criar uma playlist no Spotify com músicas de axé para divulgar pacotes para o Carnaval de Salvador. Ou, reunir as melhores canções de Carlos Gardel para vender viagens para a Argentina.

No caso das livrarias, uma boa estratégia é montar uma playlist com as músicas preferidas dos autores. Imagine só saber o que J. K. Rowling, autora da saga Harry Potter, escuta em suas horas vagas?

Outras dicas são evitar colocar um artista mais de uma vez e procurar criar listas grandes com, pelos menos, 20 faixas.

O último passo é divulgar as playlists nos canais de canais de comunicação do negócio, bem como as redes sociais, e-mail marketing e o site institucional. O propósito é incentivar o público a ouvir as playlists.

Um outro recurso que favorece a interação são playlists colaborativas, ou seja, aquelas em que outros usuários do Spotify podem adicionar músicas e contribuir para a seleção.

Playlists que estimulam a produtividade da equipe

Por falar em playlists colaborativas, que tal utilizar a música para aproximar a marca dos seus colaboradores?

Nestes casos, a música é uma importante aliada para criar um ambiente de trabalho saudável, agradável, criativo e estimulante.

O clima organizacional tem tudo a ganhar, assim como o nível de satisfação dos funcionários, que se sentem mais motivados a bater novas metas e conquistar resultados.

A construção das playlists voltadas para o público interno da empresa deve ser baseada no compartilhamento dos gostos pessoais de cada colaborador.

Qual estilo ou artista gostam mais e que ritmo preferem em cada horário ou situação? Esse gesto é fundamental para aproximar pessoas a partir das afinidades.

Recebimento por reprodução

O streaming de música trouxe um novo paradigma para a indústria fonográfica. Em maio de 2019, o Spotify alcançou um total de 100 milhões de contas premium, atingindo o patamar de 217 milhões de usuários.

Este universo pode até ser favorável ao artista já que, quanto mais vezes as suas canções forem ouvidas, mais ele pode receber do Spotify.

Outra vantagem é não ter que se preocupar com gastos com marketing e divulgação, já que as gravadoras ficam responsáveis por isso.

Por outro lado, artistas que não têm contrato assinado precisam arcar sozinhos com estes custos, o que torna a sua inserção na plataforma algo a ser analisado com calma.

Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Por Assessoria

TAGs:


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email