Search
Close this search box.

Testes e tratamento antirretroviral são disponibilizados na rede estadual de saúde

Testes rápidos são disponibilizados na Policlínica Oswaldo Cruz, em Porto Velho
Publicidade

Com o objetivo de orientar a população quanto à busca por atendimento, diagnóstico e tratamento a fim de combater o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) reforça que, todos os serviços são oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A Policlínica Oswaldo Cruz (POC) realiza testagem rápida sem necessidade de encaminhamento, além de acompanhamento multidisciplinar do usuário SUS portador.

Segundo a infectologista, Maiara Soares, o tratamento antirretroviral da infecção pelo HIV (Tarv) permite a ampliação da expectativa e qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV, reduz o risco de adoecimento e previne a transmissão do vírus. “Existem barreiras que persistem e precisam ser quebradas relacionadas a estigmas e sorofobia”, pontuou.

Publicidade

SINTOMAS 

De acordo com o Ministério de Saúde (MS), quando a infecção pelo vírus causador da aids ocorre, o sistema imunológico começa a ser atacado. E é na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV (o tempo da exposição ao vírus até o surgimento dos primeiros sinais da doença). Por isso, a maioria dos casos de infecção aguda passa despercebida e as pessoas podem viver anos sem nenhum sintoma.

Caso haja suspeita de infecção pelo HIV, ou tenha havido qualquer exposição de risco como relação sexual desprotegida, procure uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência e realize através de teste rápido para HIV mediante coleta de gota de sangue.

ONDE BUSCAR O ATENDIMENTO?

Para as pessoas que já possuem o diagnóstico e apresentam algum sintoma, o Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) oferece atendimento hospitalar 24 horas, entre os quais: serviços de investigação de coinfecções, patologias infecciosas e neoplasias oportunistas, assim como comorbidades metabólicas, através de exames de alta complexidade. tratamentos preconizados pelo MS, também são feitos através do Programa de IST/Aids.

Conforme o Secretário de Estado da Saúde, Jefferson Rocha, para os usuários do SUS, que desejam o diagnóstico e acompanhamento, a Policlínica Oswaldo Cruz disponibiliza o serviço de testagem rápida por demanda espontânea (sem necessidade de regulação). Em caso positivo, o paciente é encaminhado ao médico do setor para demais exames, dando início ao tratamento. A unidade conta com uma equipe multidisciplinar da qual realiza o acompanhamento clínico, incluindo o apoio psicológico, e, dependendo do quadro do paciente, pode ser realizado em periodicidade semanal, quinzenal ou mensal.

MEDICAMENTO

O medicamento para tratamento do vírus é disponibilizado pelo SUS

Este ano, a Agência de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) anunciou um importante avanço no tratamento de pacientes com o HIV, e começou a distribuir uma nova fórmula de medicamento antirretroviral em todo o estado, o que representa um progresso na luta contra o vírus.

O medicamento é disponibilizado, também, nas unidades de Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Rondônia. Em Porto Velho, o SAE está localizado na Rua Duque de Caxias, nº 1.960, Bairro São Cristóvão.

PREVENÇÃO

– Usar preservativos;
– Imunizar-se para hepatite A (HAV), hepatite B (HBV) e HPV;
– Discutir com o parceiro sobre a testagem para HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST);
– Testar-se regularmente para HIV e outras IST;
– Realizar exame preventivo de câncer de colo do útero (colpocitologia oncótica);
– Realizar Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), quando indicado;
– Realizar Profilaxia Pós-Exposição (PEP), quando indicado;
– Conhecer e ter acesso à anticoncepção e concepção.

Anúncie no JH Notícias