Notícias de Cultura

Escritor jaruense lança terceiro livro na quinta-feira (06)

Postado em 05/06/2019 às 13h33min


Escritor jaruense lança terceiro livro na quinta-feira (06)

Na noite da quinta-feira (06), o escritor jaruense Elias Pereira lança seu terceiro livro. A obra “Um Tratado Sobre a Música, a Literatura e a Comunicação Jaruense” será em um evento a partir das 19h30 no auditório da Associação Comercial e Industrial de Jaru (ACIJ).

Elias Gonçalves, que também é professor do Estado e da Prefeitura de Jaru, explicou que a obra contempla meio século de história local dentro do campo descrito no título. O trabalho que resultou na obra literária, foi iniciado no dia 26 de dezembro de 2014 e, após pouco mais de quatro anos de uma intensa pesquisa e dedicação, Jaru e Rondônia têm a oportunidade de conhecer uma importante parte da história contemporânea de uma das mais importantes cidades do eixo da BR-364.

A obra tem como tema “a história que cada cidadão jaruense ajudou a construir” e a forma que o escritor construiu a sua abordagem possibilita aos personagens serem protagonistas da própria história. Cada detalhe do enredo demonstra como foi construída a trajetória musical, literária e na comunicação de Jaru e, com isso, conduz o leitor a atuar como uma espécie de um personagem que mesmo se não conhecer completamente alguns fatos abordados vai se encantar a partir do momento em que ler as primeiras palavras.  O prefácio da obra foi escrito pela ex-secretária estadual de Educação, Aparecida de Fátima Gavioli, que atualmente ocupa o mesmo cargo em Goiás.

O escritor demonstrou satisfação com a repercussão da obra junto à população jaruense e de outros municípios rondonienses. Uma parceria entre o escritor e os principais sites da cidade, que começou no dia 13 de maio e vai até do lançamento do livro, também divulga a série “ ” com uma abordagem sucinta sobre os principais nomes da música secular local. Porém, conforme explicou Elias, o material que está sendo publicado é somente uma pequena parte do que representa a obra que, com apenas três temas, conta com 261 páginas.

Para elaborar uma obra histórica de forma clara, o escritor ouviu mais de uma centena de pessoas, uma vez que, por se tratar de algo inédito, era preciso haver uma pesquisa criteriosa tendo como base fontes orais. Os primeiros resultados já encantaram o autor e mesmo sem o apoio necessário economizou diversos recursos para que pudesse publicar o livro mais completo da história contemporânea de Jaru, um dos municípios que se destacam no interior do Estado.

O fato mais antigo é datado de 1969 quando um dos pioneiros locais, Jandiro Ferreira Lima implantou o primeiro sistema de comunicação em Jaru conhecido como “Pau do Fuxico” ou “A Voz de Jaru”, como o proprietário chamava o empreendimento. Visando garantir toda a c lareza possível, o escritor dividiu a escrita do livro de acordo com a história de cada personagem, onde todos têm a oportunidade de demonstrar o protagonismo que de fato exerceram ou, no caso de alguns, ainda exercem, por ser tratar de uma produção que narra fatos contemporâneos.

O primeiro capítulo é dedicado à música local e destaca tanto os nomes do campo secular quanto evangélico, além da importância dos festivais que, pela grandiosidade, conseguiram atingir todos os públicos. O segundo capítulo enfatiza os destaques literários de Jaru e traz a publicação de uma poesia inédita no formato de cordel elaborada pelo escritor Argentil Machado de França, onde o mesmo narra uma vertente da história da Região Norte de acordo com o que ele observou e extraiu de conhecimento. Em seguida, os nomes da literatura evangélica ganham uma ênfase com a história dos acontecimentos que permeiam o tema.

O último capítulo é dedicado ao setor de comunicação e apresenta muitos fatos importantes desde os seus primórdios seja na TV local, a chegada dos provedores de internet discada, banda larga e de fibra; os sites de notícias, as emissoras de rádio, bem como os jornais impressos.

Apoio

O escritor agradeceu aos apoiadores do livro: o empresário Carlos Alberto Soares, senador Confúcio Moura, o senhor Fausto Leite de Barros e à ACIJ, a entidade que além do apoio financeiro, possibilitou que a solenidade de lançamento da obra fosse realizada em suas dependências com todo o suporte necessário.

Elias Gonçalves está lançado o seu terceiro livro e lembrou que o apoio concedido nas obras anteriores foi decisivo para motivá-lo na continuação da escrita de uma história capaz de encantar a todos.

Em 2007, o escritor lançou “A História da Pedagogia D’”, obra poética onde cada acadêmico da turma em que ele fez a sua primeira graduação recebeu uma homenagem em verso e teve o apoio do então prefeito de Jaru, Ulisses Borges (à época filiado ao PSDB).

Já em 2013, quando lançou “Vivendo Nossa História”, o escritor destacou a história de todas as escolas públicas de Jaru começando pelos fatos referentes à pessoa que denominou cada instituição e, em seguida ao próprio estabelecimento de ensino. À época, a prefeita Sônia Cordeiro (PT) fez questão de apoiar a produção do livro, por conhecer a importância da obra para o município como um todo. Vale ressaltar que tanto Ulisses Borges em 2007, quanto Sônia Cordeiro no ano de 2013, apoiaram de forma pessoal e não fizeram nenhum tipo de exigência ao autor.

Por Assessoria