Search
Close this search box.
Publicidade

Governo de Rondônia e grupos folclóricos discutem retomada do Arraial Flor do Maracujá

Durante a reunião, os presentes demonstraram ânimo quanto ao retorno do evento, considerado a maior representatividade do folclore em Porto Velho, que foi interrompido após a edição de 2019, devido à pandemia.
Publicidade

Representantes de agremiações folclóricas de Porto Velho participaram de uma reunião nesta quinta-feira, na Secretaria de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer – Sejucel, para discutirem sobre o Arraial Flor do Maracujá, que voltará a ser realizado neste ano. Durante a reunião, os presentes demonstraram ânimo quanto ao retorno do evento, considerado a maior representatividade do folclore em Porto Velho, que foi interrompido após a edição de 2019, devido à pandemia.

O secretário de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Júnior Lopes, afirmou que o Flor do Maracujá, assim como os outros eventos, são considerados como prioridades, dando apoio à cultura. “Todo o processo para a realização do evento foi explicado aos representantes e o Governo de Rondônia está mobilizado para que isso aconteça e com certeza, a organização e o alinhamento conjunto, o arraial será um sucesso”, disse.

Publicidade

Para o governador Marcos Rocha, a premissa é fazer com que o Flor do Maracujá e demais festas folclóricas sejam acessíveis. “O papel do Governo de Rondônia é continuar fomentando o apoio à cultura nas suas mais diversas áreas. Eventos a exemplo do Arraial Flor do Maracujá movimenta grupos folclóricos tradicionais de nosso Estado. Além de ajudar a manter viva as tradições artísticas, contribui para desenvolvimento econômico e turístico”, disse.

Ainda na reunião, Júnior Lopes salientou que existe o apoio do Fundo Estadual da Cultura – Fedec, onde foi aprovado pelo conselho o recurso que será utilizado para repasses de apoio em fomento aos grupos folclóricos.

Além da estrutura, foram abordados na reunião a parte técnica, para que os grupos folclóricos possam estar se organizando com as documentações para que não haja nenhuma restrição durante o evento. “Uma novidade para este ano, será uma premiação em dinheiro para os participantes, como forma de incentivo e apoio”, destacou Júnior Lopes.

PATRIMÔNIO

O titular da Sejucel esclareceu que está previsto para acontecer a partir do dia 23 de junho, no Parque dos Tanques. O arraial conta com a participação de comerciantes autônomos; ambulantes que conseguem renda durante o período do evento.

“O evento é de tradição para Porto Velho e ao Estado, o retorno traz muitas raízes, além do impacto cultural, financeiro e social positivo. O arraial movimenta mais de 300 mil pessoas durante a realização, e para este ano, com o apoio do Governo de Rondônia, tem tudo para ser um sucesso”, finalizou Júnior Lopes.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias