Search
Close this search box.
Publicidade

Elba Ramalho pede para público parar de gritar ‘fora, Bolsonaro’ em show

Não quero fazer política, desculpa. Isso aqui é um show de São João, não um comício, disse a cantora
Publicidade

A cantora Elba Ramalho pediu para o público parar de gritar “Fora, Bolsonaro” durante apresentação no Parque de Exposições de Salvador, neste domingo (26).

“Não quero fazer política, desculpa. Isso aqui é um show de São João, não um comício”, disse a cantora. A plateia, porém, seguiu se manifestando, em seguida a favor de Lula, o pré-candidato do PT à Presidência: “Olê, olê, olá, Lula, Lula!”.

Publicidade

A cantora havia parado a apresentação e estava prestes a exibir um vídeo no telão do palco, mas resolveu esperar os fãs pararem de fazer gritos políticos.

“Estou esperando. A plateia está se manifestando. Como a gente vive em um país democrático, a gente tem que deixar se manifestar. Cada um tem o presidente que merece, isso é um fato”, declarou a cantora.

Abertamente contrária ao aborto, Ramalho já se aproximou da militante antifeminista Sara Winter e, em 2021, se envolveu em polêmica ao ter defendido que a Covid-19 foi criação de comunistas. “Nós somos o incômodo, o calo dos comunistas. Somos nós, cristãos, mas somos também a resistência e vamos permanecer fiéis, porque Deus vai nos proteger”, afirmou a cantora paraibana em referência ao vírus, em um vídeo que circulou nas redes sociais.

Após a repercussão negativa, no entanto, Ramalho veio a público se retratar. “Fui mal interpretada, existia um contexto de cunho espiritual, as pessoas não entenderam. Sinto muito. Um grande mal-entendido. Minhas sinceras desculpas”, disse ela à época.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias