Search
Close this search box.
Publicidade

Ratinho será processado após fala homofóbica no SBT

Deputado Agripino Magalhães Júnior afirmou que vai processar Ratinho pelo crime de LGBTfobia e incitação ao ódio
Publicidade

A Associação LGBTQIA+ de São Paulo, por meio do deputado estadual Agripino Magalhães Júnior (MDB), afirmou ao Metrópoles que vai entrar com um processo contra o apresentador Carlos Roberto Massa, o Ratinho, por homofobia.

“Vou processá-lo por LGBTfobia, que é crime de racismo, e agora se tornou de injúria racial, de 1 a 5 anos [de prisão]. [Vou processá-lo por] Incitação ao ódio e propagação de ofensas contra os direitos da população LGBTI+”, disse o político.

Publicidade

“LGBTIfóbico, criminoso, ignorante e preconceituoso a fala contra a população LGBTQI+, e outras barbaridades. Somente através da Justiça podemos combater o ódio, preconceitos e retrocessos como essas tais falas e pregações”, disse o deputado estadual.

Angelo Carbone, advogado que atende a associação, alegou: “Devo segunda ou terça-feira distribuir uma ação penal relacionada a esse fato e pedindo que ele [Ratinho] se abstenha de falar qualquer coisa sobre os LGBTs.”

Ratinho geral revolta

O apresentador Carlos Roberto Massa gerou indignação após criticar a Parada do Orgulho LGBTQIA+, realizada no último dia 11, e chamá-la de “carnaval dos infernos”.

“Como é aquele negócio lá? A parada gay… queria pedir, vai fazer lá no sambódromo, a bagunça lá domingo, vai lá no sambódromo gente, lá você fica pelado e faz o que você quiser”, disse o apresentador no Programa do Ratinho.

 

Combate Clean Anúncie no JH Notícias