Desfalcado, Corinthians estreia na Copa do Brasil contra o América-MG

Nesta quarta-feira, às 21h30, o time estreia na competição contra o embalado América-MG

Esporte - quarta-feira, 28/10/2020 às 12h23min
Desfalcado, Corinthians estreia na Copa do Brasil contra o América-MG
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Depois de se afastar da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Corinthians agora volta às atenções para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 21h30, o time estreia na competição contra o embalado América-MG, na Neo Química Arena, no jogo de ida das oitavas de final.

O adversário é o atual vice-líder da Série B, com uma sequência de cinco vitórias seguidas. Para dificultar um pouco mais as coisas no lado corintiano, o técnico Vagner Mancini não poderá contar com Gustavo Mosquito, Otero e Fábio Santos, que já disputaram a Copa do Brasil por outros clubes. Também não terá Mantuan, na seleção de base. Lucas Píton e Jô são dúvidas, pois se recuperam de lesão.

Em meio a tantas baixas, o treinador prometeu um time ofensivo no jogo de ida. “Para um jogo eliminatório de 180 minutos, temos que iniciar buscando a vitória a todo instante. Poderia esconder escalação, mas não posso esconder que o Corinthians vai partir para cima do América, que será agressivo, é minha maneira de trabalhar. Eles vão tentar jogar no erro. Temos de fazer um jogo consistente e competitivo.”

Avançar na competição, além de agradar aos torcedores, é uma forma do Corinthians equilibrar suas contas – os jogadores estão com dois meses de salários atrasados. Se for às quartas, o clube receberá R$ 3,3 milhões de premiação. Se passar para a semi, ganha mais R$ 7 milhões. Vaga na final garante ao vice R$ 22 milhões e ao campeão R$ 54 milhões. O Corinthians é tricampeão da Copa do Brasil – venceu em 1995, 2002 e 2009.

Apesar do dinheiro, Mancini diz que ainda não tem como priorizar competições devido aos desfalques. “Prioridade é voltar a jogar um bom futebol, organizar a equipe, eu só poupo jogadores quando percebo que o atleta está caindo fisicamente em performance ou perto de lesão, que podemos saber através da ciência. Mas fazer rodízio de jogadores é importante quando você está encontrando a equipe. Quando encontrou, com Brasileiro e Copa do Brasil, não consigo dizer qual é mais importante. A Copa talvez seja mais curta, mas as duas são importantes. Diferente quando você tem um Estadual, que dá para mesclar time”, comentou.

 

Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Por Notícias ao minuto


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email

Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.