Search
Close this search box.
Publicidade

JOGÃO – Relembre Fla-Flus históricos em esquenta do clássico

Para esquentar o Fla-Flu deste sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã, o jornal recorda jogos históricos do clássico.
Publicidade

Os confrontos entre Flamengo e Fluminense são sempre marcantes. No total, são 159 vitórias do Fla contra 135 do Flu, além de 140 empates. Para esquentar o Fla-Flu deste sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã, o jornal recorda jogos históricos do clássico.

O Fluminense foi campeão carioca em jogos contra o Flamengo em oito ocasiões. O primeiro deles foi em 1919, quando o Tricolor teve apenas uma derrota na competição. Em 21 de dezembro, nas Laranjeiras, o Flu tinha dois pontos de vantagem sobre o Fla e se vencesse seria o campeão, o que aconteceu, com um 4 a 0, gols de Machado, duas vezes, Welfare e Bachi.
Já em 1936, o campeonato tinha todos jogando contra todos, em turno e returno, sendo o definido o campeão a equipe que somar mais pontos. Fla e Flu empataram e fizeram uma final em melhor de três, com uma vitória do Tricolor e dois empates. No resultado que deu o título, o Fluminense venceu por 4 a 1, com dois gols de Russo e dois de Hércules.
Em 1941, o Fluminense conquistou seu 14º título sobre o Flamengo no que foi um dos clássicos mais lendários da história, chamado de Fla-Flu da Lagoa. O Tricolor tinha a vantagem do empate na Gávea naquele 23 de novembro de 1941 e chegou a abrir 2 a 0, mas sofreu o empate. Nos dramáticos minutos finais, o goleiro Batatais brilhou mesmo com a clavícula deslocada e, com um expulso, os defensores começaram a isolar a bola na Lagoa Rodrigo de Freitas para retardar o jogo. Foram três vezes que ajudaram a passar o tempo e garantir o bicampeonato.
O Flamengo aplicou a maior goleada na história do duelo: um 7 a 0, em junho de 1945. Pirillo (4), Tião (2) e Adilson marcaram os gols para o Rubro-Negro na partida disputada em São Januário.
A final do Carioca de 1963 é um capítulo marcante não só na história do Fla-Flu, mas também na do futebol mundial, como a partida entre clubes com maior público de todos os tempos. Com 194.603 presentes no Maracanã, o Flamengo comemorou o empate em 0 a 0 ao se sagrar campeão estadual, encerrando um jejum de oito anos.
“No maior Fla-Flu de todos os tempos, o tricolor conquistou a sua mais bela vitória”, começa a crônica “Chega de humildade”, de Nelson Rodrigues, publicada um dia depois do 3 a 2 do Fluminense sobre o Flamengo em 15 de junho de 1969. Aquele Carioca foi decidido em dois turnos e o Flu acabou sendo campeão com 11 pontos e uma rodada de antecedência.

Publicidade

Em 1972, com mais de 140 mil presentes, o Flamengo bateu o Fluminense por 2 a 1, com gols de Doval e Caio, e conquistou mais um Carioca sobre o rival.

Em um Maracanã sob muita chuva, o Fluminense venceu novamente o Flamengo em uma final naquele 22 de agosto de 1973. O Tricolor abriu 2 a 0 antes do intervalo, mas o Fla empatou. No entanto, Lula e Dionísio garantiram o 4 a 2 e mais um título.

Foi de Assis que saiu o gol no último minuto em 11 de dezembro de 1983 para dar mais um título do Estadual ao Fluminense. Naquela edição, a final foi feita em um triangular entre Flu, Fla e Bangu. Uma derrota ou empate deixaria a decisão para os adversários. Com a vitória e a derrota do Bangu no jogo seguinte, mais um troféu para Laranjeiras.

Em 1984 a decisão do Carioca também foi feita em formato de triangular. O Flu venceu o Vasco na primeira partida e bastava bater o Flamengo para garantir o troféu. E em 16 de dezembro, Assis novamente fez sua vítima. Em jogo lá e cá, o 0 a 0 persistiu até os 30 minutos do segundo tempo, quando Renê enfiou a bola para Aldo, que fez o cruzamento perfeito para a cabeçada do ídolo tricolor.

É impossível falar em Fla-Flu sem falar em Zico, o maior artilheiro do clássico. Em 1986, com show e três gols do Galinho, o Flamengo goleou o rival por 4 a 1, no Maracanã, pela Taça Guanabara.

Outro Fla-Flu marcante para os rubro-negros aconteceu em 1989, quando Zico fez seu último jogo oficial como atleta do Flamengo no dia 2 de dezembro. Para melhorar, o clube aplicou uma goleada de 5 a 0 sobre o Fluminense, em Juiz de Fora, em partida válida pelo Brasileiro. O ídolo rubro-negro marcou um belo gol de falta.

No Carioca de 1991, o Fluminense venceu a Taça Guanabara e o Flamengo, a Taça Rio. Na final do Estadual, empate em 1 a 1 no jogo de ida e vitória rubro-negra por 4 a 2 – de virada – na volta. Assim, o Fla voltava a se sagrar campeão carioca após cinco anos.

Um dos jogos mais épicos da história do Fluminense foi a decisão de 1995. Tecnicamente não foi uma final, já que era a última rodada de um octagonal aquele 25 de junho, finalizando os 169 jogos disputados naquela edição do Estadual. Com mais de 100 mil pessoas no Maracanã e muita chuva no primeiro tempo, o Fla tinha a vantagem do empate. Renato Gaúcho abriu o placar para o Flu aos 30 minutos do 1º tempo, e Leonardo ampliou aos 42. O Flamengo reagiu na segunda etapa e Romário fez seu primeiro gol contra o Tricolor aos 26, e seis minutos depois Fabinho igualou o placar. Na súmula, a “barrigada” de Renato, aos 41, foi anotada para Ailton Ferraz, atual treinador do Sub-23 do Flu.

Em 2004, dois Fla-Flus na Taça Guanabara deixam boas lembranças aos rubro-negros. No primeiro, Roger Guerreiro mostrou estrela e comandou a virada por 4 a 3. No segundo, válido pela final do torneio, o Rubro-Negro venceu por 3 a 2 – com outro gol de Roger – e ficou com o título.

Em janeiro de 2010, o Flamengo aplicou uma das maiores viradas do clássico. Após estar perdendo por 3 a 1 no primeiro tempo, o Rubro-Negro virou para 5 a 3 com grandes atuações de Adriano (autor de três gols) e Vágner Love.

O Flamengo tem duas boas lembranças de Fla-Flus de 2017. O primeiro foi na final do Carioca, em que o Rubro-Negro venceu por 3 a 1, no agregado, e aumentou a hegemonia local. Em seguida, o confronto foi pelas quartas de final da Sul-Americana. Em um jogo eletrizante, o Fla buscou um empate por 3 a 3, no Maracanã, e eliminou o rival.

A última taça conquistada pelo Fluminense sobre o Flamengo foi em 2020, na Taça Rio. Foram dias recheados de polêmicas e atritos fora de campo, mas com a bola rolando o Tricolor desbancou o favoritismo dos rivais, empatou em 1 a 1 no tempo normal e venceu nos pênaltis, com grande atuação do goleiro Muriel.

Porém, na final do Carioca 2020, deu Flamengo. Na despedida de Jorge Jesus, o Rubro-Negro venceu por 3 a 1 no agregado.
A última decisão de título entre os rivais aconteceu neste ano de 2021. Flamengo e Fluminense voltaram a se enfrentar na final, em dois jogos, e o Fla levou a melhor no agregado por 4 a 2 (1 a 1 e 3 a 1).
O último duelo teve um palco inusitado, a Neo Química Arena, estádio do Corinthians, em São Paulo. O Flamengo foi o mandante do jogo e não tinha o Maracanã disponível, pois o estádio estava cedido para a Copa América. O Fluminense ganhou com um gol de André aos 45 minutos do segundo tempo.
Combate Clean Anúncie no JH Notícias