Search
Close this search box.

União Cacoalense denuncia Porto Velho por escalação irregular; Rondoniense também protocola pedido

As informações foram repassadas pelas diretorias de ambos os clubes. Porto Velho afirma que atleta estava regular. O site ouviu especialista em questões do TJD sobre o caso
Publicidade

Na madrugada desta terça-feira (8), pelo horário de Brasília, o União Cacoalense protocolou uma notícia de infração disciplinar contra o Porto Velho. O motivo seria a escalação, dada como irregular, do atacante Yan Phillipe na primeira rodada do Campeonato Rondoniense pela locomotiva tricolor.

O Rondoniense já havia manifestado o mesmo pedido, segundo a diretoria do azulão. A equipe da capital não divulgou imagens do seu protocolo no TJD/RO.

Publicidade

União caso contra o Porto Velho — Foto: Divulgação

Segundo o documento da raposa da BR, Yan Phillipe teria atuado ainda estando com uma suspensão a cumprir. O atleta havia sido expulso quando atuava pelo Rondoniense contra o Porto Velho em 2021, pegou dois jogos de suspensão e multa de R$ 200.

Yan expulso contra o Porto Velho em 2021 — Foto: Súmula/FFER

O julgamento do atleta aconteceu pelo Tribunal de Justiça de Rondônia no dia 13 de maio daquele ano e ficado de fora da partida diante do Genus na última rodada do estadual. Yan foi, inclusive, autor de um dos gols do Porto na estreia do estadual no Clássico das Cores.

O site realizou pesquisas nas súmulas referentes ao último Campeonato Rondoniense. Pelas informações que constam nas súmulas, Yan foi expulso contra o Porto Velho pelo Rondoniense no dia 05 de maio, na quarta rodada do estadual.

Caso União Cacoalense x Porto Velho — Foto: TJD/RO

Na quinta rodada, contra o Real Ariquemes, ele não consta na súmula. No meio tempo, ele foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva/RO (TJD) e pegou dois jogos e multa de R$ 200. Na sequência, na sexta rodada, também não aparece na súmula do duelo diante do Genus, pela última rodada do campeonato local.

Caso União x Porto Velho — Foto: Súmulas/FFER

Súmula Rondoniense x Genus — Foto: Súmulas/FFER

O site também entrou em contato com um jornalista especializado em questões jurídicas, do Rio de Janeiro, que afirmou que, analisando o caso, entende que o jogador estava legal no duelo devido a ter cumprido uma partida antes do julgamento e uma depois do mesmo, independente dele não ter acontecido.

Em conversa com o jornal, o Porto Velho ressaltou que acredita que o atleta cumpriu a suspensão e estava legal para o duelo de estreia da equipe no estadual. Não houve informação se foi (ou como foi) efetuado o pagamento da multa financeira do atleta.

Anúncie no JH Notícias