Search
Close this search box.

Chuva que caiu sobre a capital do Acre foi a mais intensa dos últimos 60 anos, diz pesquisador

Friale explica que choveu forte, também, em todo o vale do Rio Acre, incluindo seus principais afluentes, o Rola e o Xapuri, com acumulados acima de 90mm.
Publicidade

As previsões meteorológicas se cumpriram no Acre, estado vizinho a Rondônia. Por lá, mais especificamente em Rio Branco, uma forte chuva deixou a cidade inundada e provocou inúmeros contratempos. Alguns bairros ainda estão debaixo d’água por conta do aumento dos níveis do Rio Acre e de igarapés afluentes.

Nesta quinta-feira (23), foi registrada a chuva mais intensa dos últimos 60 anos com acumulado de 173,6mm em apenas 12h, de 2h da manhã até 2h da tarde. “Os três recordes anteriores foram 159,2mm, no dia 14 de fevereiro de 2018, 140,8mm, no dia 2 de dezembro de 2022, e 135,2mm, no dia 10 de dezembro de 1987. No entanto, no mês de março, a chuva mais intensa registrada tinha sido de 113,8mm, no ano de 2004, no dia 22”, explicou o pesquisador Davi Friale, do portal O Tempo Aqui.

Publicidade

Friale explica que choveu forte, também, em todo o vale do Rio Acre, incluindo seus principais afluentes, o Rola e o Xapuri, com acumulados acima de 90mm. “Também, nesta quinta-feira Rio Branco foi a mais fria dentre todas as 27 capitais brasileiras, com máxima de apenas 24ºC, por volta das 3h da tarde”, informou.

Por conta das chuvas, o nível do Rio Acre, principal afluente da região, pode ter seu nível acentuado. “Alertamos para a rápida e acentuada elevação do nível do rio Acre, em Rio Branco, que pode atingir a cota de alerta, que é 13,5m, ou ficar próximo dela, nesta sexta-feira, dia 24. Em apenas 24 horas, seu nível passou de 8,9m para 12,4m, na medição das 15h desta quinta-feira. As chuvas diminuem nesta sexta-feira, mas, ainda, podem ser fortes em alguns momentos. No sábado, as chuvas, se ocorrerem, serão passageiras e pontuais, mas voltam a ser intensas no domingo e na segunda-feira próximos, em Rio Branco e nos demais municípios do leste e do sul do Acre”, alertou e concluiu.

Anúncie no JH Notícias