Search
Close this search box.
Publicidade

INSS: pedidos de benefícios devem ser atendidos em até 30 dias em 2024

Informação é do ministro Carlos Lupi durante programa de TV da EBC
Publicidade

Nesta quarta-feira (21), o ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, anunciou que a pasta tem como meta atender a todos os pedidos de benefícios em um prazo máximo de 30 dias até dezembro de 2024. Atualmente, a legislação brasileira estabelece um prazo de 45 dias para o atendimento, mas apenas 55% das solicitações são atendidas dentro desse período, conforme destacou o próprio Lupi.

Durante uma entrevista concedida a emissoras de rádio no programa Bom Dia, Ministro, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Lupi enfatizou a intenção de reduzir o tempo de espera para 45 dias até dezembro deste ano. Ele ressaltou que, em janeiro, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu o governo, apenas cerca de 30% dos pedidos eram atendidos nesse prazo.

Publicidade

O ministro expressou sua ousadia ao afirmar que planeja alcançar um novo modelo de atendimento, ainda mais ágil e rápido, visando que todos os pedidos estejam concluídos em 30 dias até o final de 2024. Ele destacou que estão sendo implementadas medidas para atingir esse objetivo.

Lupi também mencionou o Atestmed, um processo que permite que segurados do INSS solicitem o benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) por meio de análise documental, sem a necessidade de passar pela perícia médica. Esse processo, disponível no site ou no app MeuINSS, agiliza a concessão do benefício, sendo aceitos atestados médicos do cidadão, seja particular, do SUS ou de hospitais públicos, como prova para a licença provisória de até 90 dias.

Lupi destacou a confiança nos médicos brasileiros e ressaltou que a perícia médica será necessária apenas em casos mais graves, contribuindo para otimizar o fluxo da fila de atendimentos.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias