Notícias de Justiça

CASO NAIARA – Julgamento de assassinos vai para segundo dia; sete testemunhas já foram ouvidas

Postado em 16/05/2019 às 09h28min


CASO NAIARA – Julgamento de assassinos vai para segundo dia; sete testemunhas já foram ouvidas

O novo júri do caso Naiara Karine, iniciado na quarta-feira (15) é composto por 6 homens e uma mulher. Richardson Bruno Mamede das Chagas e Francisco da Silva Plácido, já condenados pelo assassinado, agora são julgados pelo crime de estupro da estudante de jornalismo Naiara Karine da Costa, ocorrido em janeiro de 2013.

É a segunda vez que os acusados vão a júri popular. Da primeira foram condenados pela morte da acadêmica, condenação que foi confirmada pelo STJ e STF. Richardson teve a pena mantida em 14 anos e Francisco Plácido teve a pena reduzida, no STJ, de 9 anos para 7anos e seis meses.

O novo júri foi determinado pelo Tribunal de Justiça, que acatou o recurso do Ministério Público sob o argumento de que a decisão dos jurados contrariou a prova dos autos. Os jurados os absolveram pelo crime de estupro. Por isso, o julgamento refere-se só a este crime, o que os réus negaram durante os depoimentos, ocorridos já no final da tarde.

No primeiro dia, 7 testemunhas foram ouvidas, 4 do MP e 3 pela defesa. O julgamento, presidido pelo juiz Ênio Salvador Vaz, prossegue na manhã desta quinta-feira com os debates. Respondem pela acusação o promotor Elias Chaquian Filho; pela defesa de Richardson, José Maria de Souza Rodrigues, Santos Paulino, Israel Ferreira de Oliveira e pela defesa de Francisco Plácido, os advogados Jacson Chediak e Tiago Fernandes Lima da Silva.

Por TJ-RO