Boliviano é executado com 15 tiros e colegas prometem vingança contra brasileiros

Polícia - sexta-feira, 03/01/2020 às 08h52min • Atualizado 14/02/2020 às 14h28min
Boliviano é executado com 15 tiros e colegas prometem vingança contra brasileiros
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Um boliviano de 18 anos, identificado como Brian de T. T., foi morto a tiros na virada do ano (terça-feira, 31), e está provocando tensão na região fronteiriça de Guajará-Mirim.

De acordo com a imprensa do país vizinho, o jovem, que estaria fazendo contrabando de lá para o Brasil, teria sido executado com 15 tiros por policiais brasileiros. O rapaz também era suspeito de ajudar a atravessar para a Bolívia carros e motos furtados e roubados no Brasil.

Brian, morador da localidade conhecida como “La Banda”, era um dos muitos pilotos que usavam uma embarcação precária de madeira, tocada por um pequeno motor conhecido como “rabeta”, para atravessar mercadorias bolivianas, inclusive combustível, através do rio Mamoré.

Ao regatar o corpo perfurado do companheiro, banhado em sangue, outros homens que fazem o mesmo serviço, prometem reagir e vingar a morte do colega. Os brasileiros, portanto, passam a correr perigo naquele trecho da fronteira.

Por Folha do Sul