Search
Close this search box.

Caminhonete de fazendeiros mortos em chacina é encontrada 40 dias depois do crime, em RO

Suspeito teria confessado que ateou fogo na caminhonete das vítimas, mas negado participação nos assassinatos.
Publicidade

A caminhonete de Heládio Cândido e Sônia Biavatti, casal morto em uma chacina em Vilhena (RO), foi encontrada em Pimenta Bueno (RO), após ter sido incendiada. O suspeito, de 28 anos e preso em Espigão d’Oeste na última semana, revelou à polícia o local onde a caminhonete estava.

Ele também é investigado pelo envolvimento com os atiradores que mataram cinco pessoas: o casal proprietário da fazenda e três funcionários.

Publicidade

Placa da caminhonete do casal morto durante chacina em Vilhena foi encontrada — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Na semana passada pelo menos quatro pessoas foram presas em Chupinguaia (RO), suspeitas de terem ligação com o crime. Com eles estavam pertences das vítimas da chacina, inclusive duas armas de fogo.

Relembre o caso

Heladio Cândido Senn e a esposa, Sônia Biavatti, foram mortos a tiros durante chacina — Foto: Arquivo pessoal

O crime aconteceu no dia 13 de outubro, mas a polícia só foi acionada no dia seguinte, quando uma das sobreviventes conseguiu sair da propriedade e pediu ajuda.

Segundo as investigações, a família estava jantando quando a casa foi invadida. O dono da fazenda foi levado para uma sala separada, onde foi torturado. A mulher do fazendeiro e os três funcionários foram levados para a varanda da casa, colocados de joelho e executados com tiros nas nucas.

Após executarem as cinco vítimas, os criminosos fugiram levando a caminhonete dos fazendeiros e outros objetos da família.

Anúncie no JH Notícias