Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

Notícias de Polícia

Comerciante desabafa no WhatsApp após morte da neta e insinua negligência a gestante

Postado em 20/08/2019 às 14h45min


Comerciante desabafa no WhatsApp após morte da neta e insinua negligência a gestante

Uma comerciante de Chupinguaia desabafou num grupo no WhatsApp, após a nora perder o bebê que estava esperando. Em sua publicação no aplicativo, a mulher insinuou que o fato teria decorrido de negligência médica.

Do grupo no qual a acusação foi feita participa o secretário de Administração de Chupinguaia, Jamil Mosso, que também é marido da prefeita Sheila Mosso (DEM).

Segundo a denunciante, ao passar mal em casa, sua nora, gestante com 38 semanas, procuro atendimento no Hospital Municipal de Chupinguaia. Ela afirma que o médico que fez o atendimento sequer olhou os documentos, que atestavam a gravidez de risco.

Dizendo que na unidade os profissionais “só sabem dar Buscopan na veia”, a comerciante revelou que a gestante, de 19 anos, foi mandada de volta para casa. Então, ela percebeu que estava perdendo muito líquido e voltou ao hospital.

“Ainda esperaram um bom tempo ainda pra encaminhar pra Vilhena; aí já não deu tempo de salvar minha neta; obrigado  pra vcs que fizeram uma família muito triste hoje. Ah, engraçado que o médico nem acompanhou uma grávida de risco até Vilhena”, escreveu.

O site, como sempre aguarda manifestação da prefeitura de Chupinguaia.

Por Folha do Sul