Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

Ex-prefeito condenado por homicídio é preso em Rondônia pelo Ministério Público de MG

Foragido há quase uma década, João Caboclo foi localizado após o recebimento de uma denúncia anônima que informava sobre seu paradeiro
Publicidade

O Ministério Público de Minas Gerais, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Regional de Ipatinga, em parceria com as Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal, realizou na última quarta-feira (29) a Operação Caboclo. A ação culminou na prisão de João Correia da Silveira, conhecido como “João Caboclo”, ex-prefeito de Tarumirim/MG. João Caboclo é condenado por homicídio duplamente qualificado, com pena de 14 anos de reclusão em regime fechado, determinada pela Vara Criminal de Timóteo/MG, e a sentença já não cabe mais recurso.

João Caboclo, que governou o município de Tarumirim no Vale do Rio Doce entre 2001 e 2004, foi o mandante do assassinato de Oliveira de Paula, ocorrido em outubro de 2006. A vítima foi morta a tiros na varanda de sua casa em Timóteo. Além deste crime, o ex-político é suspeito de estar envolvido em diversos outros delitos, incluindo planos para assassinar o então deputado estadual Durval Ângelo e o delegado de Timóteo na época, Francisco Lemos.

Publicidade

Foragido há quase uma década, João Caboclo foi localizado após o recebimento de uma denúncia anônima que informava sobre seu paradeiro. Os serviços de inteligência do Gaeco confirmaram que ele estava escondido em uma fazenda de sua propriedade na zona rural de Nova Brasilândia do Oeste, em Rondônia.

No último sábado, agentes do Gaeco se deslocaram até Nova Brasilândia do Oeste, a aproximadamente 2.800 quilômetros de Ipatinga. Com o apoio da polícia rondoniense, conseguiram efetuar a prisão de João Caboclo, encerrando assim sua longa fuga da justiça.

A Operação Caboclo destaca a eficácia da colaboração entre diferentes forças policiais e do Ministério Público, reforçando o compromisso com a aplicação da justiça e a segurança pública.

Anúncie no JH Notícias