Search
Close this search box.
Publicidade

INTEGRAÇÃO E EFICIÊNCIA – Forças de segurança combatem o crime em Porto Velho

Os números divulgados pela Polícia Militar de Rondônia evidenciam a atuação intensiva durante o período de 6 a 9 de janeiro de 2024.
Publicidade

Em resposta às disputas entre facções em Porto Velho, as forças de segurança do Estado de Rondônia agiram de maneira coordenada, conforme determinação do governador coronel Marcos Rocha. A Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania reuniu os comandantes da Polícia Militar, Civil, Penal e Técnico Científica, além de instituições federais, para fortalecer a luta contra o crime organizado.

O governador ressaltou a importância da integração entre as forças, destacando que a troca de informações e a colaboração entre as instituições são cruciais para identificar e neutralizar ameaças. Operações conjuntas foram planejadas e executadas eficientemente para desmantelar estruturas criminosas complexas, utilizando tecnologias avançadas, monitoramento e análise de dados.

Publicidade

Os números divulgados pela Polícia Militar de Rondônia evidenciam a atuação intensiva durante o período de 6 a 9 de janeiro de 2024. Em Porto Velho, foram atendidas 1.549 ocorrências policiais, resultando em 11 Termos Circunstanciados, dois Boletins de Ocorrências de Trânsito, cinco armas de fogo apreendidas, duas armas brancas, 38 gramas de drogas confiscadas, oito autuações lavradas, 15 veículos recuperados, 30 munições apreendidas, três veículos removidos e 40 pessoas presas ou apreendidas, incluindo a recaptura de dois foragidos.

Além disso, as forças de segurança conseguiram apreender 11 armas de fogo, incluindo uma arma artesanal, uma espingarda, um fuzil, seis pistolas e dois revólveres. O Gabinete Integrado de Gerenciamento de Crise intensificou as operações para uma resposta imediata em Porto Velho, com reforço de tropas especiais, como o Batalhão de Operações Especiais, Batalhão de Choque, Batalhão de Fronteiras e Divisas, e as Forças Táticas, com base em dados da Inteligência Policial. O coronel PM Regis Braguin, comandante-geral da Polícia Militar, destacou que as ações visam interromper a liberdade criminosa, especialmente após incidências de homicídios e tentativas de homicídios no final de semana.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias