PM prende traficantes ligados ao PCC com mais de 40 quilos de maconha

Polícia - sexta-feira, 20/12/2019 às 09h00min
PM prende traficantes ligados ao PCC com mais de 40 quilos de maconha
Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

No final da tarde desta quinta-feira, 19, policiais da Rádio Patrulha com apoio do Núcleo de Inteligência (NI) da Polícia Militar (PM), desarticularam um grupo que estavam distribuindo drogas em Vilhena.

Conforme boletim de ocorrência, há vários dias a PM vinha recebendo denúncias anônimas, dando conta que um homem identificado como Káio de 24 anos, vulgo “Pici”, integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), estava comercializando entorpecentes em Vilhena.

De posse das informações, os militares passaram a investigar e chegaram numa casa na Rua Maria Luiza Berça, no bairro Jardim Social, onde localizaram o suspeito Káio Cesar.

Contudo, além de Kaío, a policia identificou também no local Leonardo, de 21 anos, sendo que sob ordens de káio, Leonardo estava entregando drogas na cidade.

Inclusive nesta quinta-feira, a Rádio Patrulha recebeu informação que Leonardo faria entrega de meio quilo de maconha para uma pessoa identificada posteriormente por Sabrina de Souza, de 18 anos, numa casa na Rua 508, no bairro Jardim América. E, para a entrega utilizaria uma moto Honda Pop 100.

Com isso, os policiais do NI, montaram campana e acompanharam a hora que Leonardo chegou para fazer a entrega.

Todavia, após a suspeita ter recebido a encomenda , os policiais entraram em ação e revistaram o imóvel, encontrando dentro de um guarda-roupa, 490 gramas de substancia análoga a maconha e apetrechos para embalar e pesar entorpecentes.

Sabrina contou a polícia que negociou a droga com Kaío por WhatsApp e que iria preparar para venda.

Diante das informações, os policiais do NI e da Rádio Patrulha foram ao endereço de Káio, que ao perceber a presença da polícia, ele e outras pessoas que estavam no local tentaram fuga pelos fundos da residência, mas foram contidos pela ação rápida dos militares.

Imagem .GIF que ilustra campanha publicitária do Governo de Rondônia ao combate contra o Coronavírus.

Na casa foi encontrado 40,910 quilogramas de substancia aparentando ser maconha entre outros produtos e objetos.

Em conversa com Káio, este disse a polícia que havia comprado 100 quilos de maconha no Paraguai e que já tinha vendido a metade.

Diante dos fatos, os envolvidos receberam voz de prisão e foram levados para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), onde foi registrada a ocorrência.

Por Extra de Rondônia