Search
Close this search box.
Publicidade

Policial civil de Rondônia pode ter dormido ao volante em acidente fatal

O motorista do ônibus, que transportava bolivianos de Corumbá a São Paulo, relatou à polícia que percebeu o Kwid em movimento irregular e tentou desviar, mas não conseguiu evitar o choque.
Publicidade

A policial civil de Rondônia, Jessica Paula da Silva, de 34 anos, que faleceu juntamente com o marido, a filha de 05 anos e o sogro em um trágico acidente na MS-338, em Bataguassu, Mato Grosso do Sul, pode ter adormecido ao volante, resultando na colisão frontal com um ônibus. A família, residente em Rolim de Moura, retornava para sua cidade natal em um Renault Kwid no momento do acidente.

O motorista do ônibus, que transportava bolivianos de Corumbá a São Paulo, relatou à polícia que percebeu o Kwid em movimento irregular e tentou desviar, mas não conseguiu evitar o choque. O boletim de ocorrência indicou que o condutor do ônibus tentou frear por aproximadamente 50 metros, mas não foram identificadas marcas de frenagem na faixa do carro, sugerindo a possibilidade de a motorista ter adormecido enquanto dirigia.

Publicidade

A colisão resultou na morte de Jessica, do marido Rodrigo Gonçalves de Souza, 39 anos, da filha do casal, de 05 anos, e do sogro Raimundo Gonçalves de Souza, 67 anos. Três equipes do Corpo de Bombeiros de Bataguassu responderam à ocorrência, mas, infelizmente, o veículo ficou completamente destruído, não proporcionando chances de socorro. Os ocupantes do ônibus não sofreram ferimentos, porém o motorista estava visivelmente abalado no local.

As autoridades de trânsito, incluindo a Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Civil e perícia, conduziram as investigações necessárias.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias