Search
Close this search box.
Publicidade

PRF descobre 19 Kg de cloridrato de cocaína escondidos, em RO

Durante a fiscalização, os agentes constataram que o condutor estava com a habilitação suspensa.
Publicidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia fez uma importante apreensão na noite de domingo (9) durante uma operação de fiscalização de trânsito na BR 364, próximo ao Km 01, no município de Vilhena. Durante a abordagem a um caminhão branco, os policiais interceptaram um carregamento de cloridrato de cocaína transportado por um motorista de 55 anos e um passageiro de 19 anos.

Durante a fiscalização, os agentes constataram que o condutor estava com a habilitação suspensa. Além disso, houve contradições nas respostas dos ocupantes do veículo, com informações desencontradas sobre a viagem. Durante a verificação dos equipamentos, também foram encontrados problemas nas luzes traseiras do semirreboque e alterações na estrutura da mesa do pino rei. Diante desses indícios, os policiais decidiram fazer uma busca mais minuciosa no compartimento.

Publicidade

Como resultado, foram encontrados 18 tabletes de substância semelhante à cocaína. O motorista informou que receberia 20 mil reais para transportar a droga de Porto Velho/RO para Diamantino/MT. No total, foram apreendidos 18,94 Kg de cloridrato de cocaína e 26 comprimidos de anfetamina, que foram encaminhados à Polícia Judiciária para destruição. Os traficantes foram conduzidos à Autoridade Policial.

A PRF estima que o valor da droga apreendida seja de aproximadamente R$ 180 mil. Essa apreensão representa um duro golpe para o crime organizado do tráfico internacional de drogas, uma vez que Rondônia faz fronteira com a Bolívia, um dos maiores produtores de cocaína no mundo. Essa região é utilizada como corredor para o escoamento da droga com destino ao lucrativo mercado europeu.

Essa operação da PRF demonstra o empenho em combater o tráfico de drogas e contribuir para a segurança pública, interrompendo o fluxo do crime organizado.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias