Search
Close this search box.

TIRO DE 12 NA BOCA – Os detalhes do caso de idoso que matou bandido em casa

A polícia irá devolver a espingarda ao idoso
Publicidade

A ocorrência registrada durante a noite desta última quarta-feira (25) em Porto Velho (RO) onde um homem de 38 anos de idade, conhecido no mundo do crime pelo apelido de “Pururuca” morreu com um tiro de espingarda calibre 12 no meio do rosto no momento em que tentava invadir a residência de um idoso na região central da cidade ganhou repercussão na imprensa nacional.

O Correio Brasiliense, um dos mais antigos jornais do país, foi um dos veículos que deu divulgação nacional ao caso. Informações repassadas pela assessoria de comunicação da Polícia Civil apontaram alguns detalhes desse caso.

Publicidade

O idoso teria atirado a primeira vez para cima e mesmo assim “Pururuca” decidiu seguir com a tentativa de assalto e apontou um revólver calibre .38 para a esposa do idoso, que não pensou duas vezes antes de desferir o segundo disparo de sua 12 no rosto do invasor. Ao ver a situação, o comparsa de “Pururuca” correu em direção na direção oposta à residência, pulou o muro e desapareceu.

Logo após os tiros, o idoso ligou para a emergência da Polícia Militar que enviou uma guarnição ao local. Ele foi encaminhado até a Central de Polícia para o registro do Boletim de Ocorrência e logo em seguida liberado para aguardar o desenrolar dos fatos. De acordo com a Polícia Civil, o caso se caracterizou como legitima defesa.

O idoso possuía o registro da arma de fogo, que foi recolhida para averiguações e posteriormente será devolvida a ele.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o nome de “Pururuca” era Osmar Pereira Nonato, ele era considerado pelas forças de segurança do Estado como um dos bandidos mais nocivos à sociedade rondoniense.

Anúncie no JH Notícias