Search
Close this search box.

100% do Fundeb deve ser para pagamento aos profissionais da Educação, defende Samuel Costa

Além disso, Costa propõe a definição de uma política de valorização do magistério, incluindo uma revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, e o Estatuto do Magistério
Publicidade

O pré-candidato a prefeito de Porto Velho Samuel Costa (REDE), está em diálogo com diversos segmentos da sociedade, com um foco especial na educação. Em sua trajetória política, Costa tem sido um defensor incansável da valorização dos profissionais da educação e das lutas contra os retrocessos que afetam os direitos do povo brasileiro.

Durante a construção de seu plano de governo, Samuel Costa conta com o apoio de uma equipe multidisciplinar composta por técnicos experientes em políticas públicas, que conhecem profundamente as demandas locais. “Temos que cuidar de nossas próximas gerações. A valorização do profissional em educação deve ser tratada como prioridade em Porto Velho. Na nossa gestão, professores e servidores públicos não serão humilhados e desmotivados. Defender a educação é um dever de todos nós!”, afirma Costa.

Publicidade

Uma das propostas centrais de Samuel Costa é a criação de novas creches em parceria com o Governo Federal e a iniciativa privada. Esta ação visa atender a demanda crescente por vagas e proporcionar às crianças um ambiente seguro e educativo desde os primeiros anos de vida. A ampliação das creches e a implementação de educação infantil em tempo integral são vistas como fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico da cidade.

Além disso, Costa propõe a definição de uma política de valorização do magistério, incluindo uma revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, e o Estatuto do Magistério. Ele também defende a aplicação de 100% do Fundeb no pagamento de professores, equipes técnicas, interdisciplinares e pessoal de apoio, garantindo assim uma remuneração justa e motivadora para os profissionais da educação.

O plano de governo de Samuel Costa inclui parcerias com instituições de ensino superior para análise dos materiais didáticos utilizados na rede municipal, além de fomentar a pesquisa e o treinamento contínuo dos professores. Outro ponto importante é a reavaliação do fechamento das turmas do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), assegurando que todos os cidadãos tenham acesso à educação.

Para garantir a transparência e a eficiência na administração pública, Samuel Costa pretende realizar auditorias nos contratos de fornecimento de merenda escolar e nas reformas e construções de escolas, tanto na área urbana quanto na rural. Ele também enfatiza a necessidade de fortalecer os Conselhos Escolares e as Associações de Pais e Professores, promovendo uma gestão participativa e democrática.

O pré-candidato também planeja a criação de escolas de educação especial e integral na rede municipal, além de expandir a educação profissionalizante através do departamento da juventude e da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (SEMASF). “Nossa meta é priorizar os estudantes dos bairros populares, oferecendo programas de iniciação no esporte olímpico para crianças e adolescentes nas escolas e creches”, explica Costa.

Com um programa de governo robusto e focado no bem-estar dos portovelhenses, Samuel Costa busca construir uma cidade mais justa e digna para todos. Suas propostas, especialmente voltadas para a educação infantil em tempo integral, prometem transformar Porto Velho em um exemplo de compromisso com a formação das futuras gerações.

Anúncie no JH Notícias