Search
Close this search box.
Publicidade

A falta de água e saneamento básico são dores em PVH, diz Samuel Costa

Para muitos, a fala de Costa ressoa como um chamado à ação após anos de promessas não cumpridas
Publicidade

Em uma entrevista a uma emissora local, o pré-candidato a prefeito de Porto Velho, Samuel Costa (Rede), abordou questões críticas enfrentadas pela cidade, destacando a falta de saneamento básico, água tratada e rede de esgoto. Costa, conhecido por sua atuação em movimentos sociais e defesa dos direitos da população, mostrou-se firme ao afirmar que “a dor dos portovelhenses é invisível” e que não se pode aceitar a situação atual como imutável.

“Já estamos há mais de 100 anos com 2% de saneamento básico e rede de esgoto. Não podemos aceitar isso como fato consumado,” afirmou Costa, referindo-se à grave deficiência na infraestrutura sanitária de Porto Velho, um problema que remonta à fundação da cidade em 1914.

Publicidade

Propostas de mudança

Costa destacou a necessidade de um esforço conjunto entre a população e os representantes políticos para encontrar soluções viáveis que possam ao menos minimizar a angústia histórica da cidade. “Conheço as dificuldades do nosso povo e quero construir, junto com toda população e nossos representantes políticos, um caminho que possa ao menos minimizar essa angústia que permeia nossa cidade desde 1914,” declarou Costa.

Ele prometeu uma abordagem proativa e comprometida caso seja eleito, enfatizando sua disposição de buscar apoio federal. “Se tiver a oportunidade de servir nossa cidade, vou a Brasília e trarei o recurso do governo Lula, através do “Programa de Aceleração do Crescimento”, PAC o que será necessário para tirar Porto Velho do mapa das 100 piores cidades do Brasil,” garantiu o pré-candidato.

Desafios históricos

Porto Velho, capital de Rondônia, enfrenta desafios históricos no que tange ao saneamento básico. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cobertura de esgoto na cidade é uma das mais baixas do país, o que tem implicações diretas na saúde pública e qualidade de vida dos seus habitantes.

O compromisso de Samuel Costa em buscar recursos federais e sua vontade de atuar diretamente em Brasília refletem uma estratégia que visa colocar Porto Velho em um novo patamar de desenvolvimento. Ele acredita que, com a ajuda do governo federal e a colaboração local, é possível reverter décadas de negligência e colocar a cidade no caminho do progresso sustentável.

Visão para o futuro

Para muitos, a fala de Costa ressoa como um chamado à ação após anos de promessas não cumpridas. Sua visão de um Porto Velho melhor e sustentável é pautada pela urgência e pelo compromisso com as necessidades básicas da população. A expectativa é que sua pré-candidatura traga um debate mais profundo sobre as políticas públicas necessárias para enfrentar os problemas crônicos da cidade.

Com a eleição municipal se aproximando, Samuel Costa se posiciona como uma figura de esperança e transformação, prometendo dar voz e visibilidade às dores dos portovelhenses e buscar as mudanças que há tanto tempo são aguardadas.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias