Search
Close this search box.
Publicidade

APROVADO – Bancada de RO vota ministérios de Lula

Saiba como votaram os deputados rondonienses
Publicidade

Nesta última quarta-feira (31) a Câmara dos Deputados aprovou por maioria a conversão em Lei da Medida Provisória do presidente Lula (PT) que aumentou o número de ministérios em relação à gestão passada de Jair Bolsonaro (PL).

Com o texto aprovado pelos deputados federais, o governo Lula passa a ter 31 ministérios, além de mais seis órgãos com poder de ministério, totalizando 37 ministros empossados pelo presidente da República.

Publicidade

Foram 337 votos favoráveis contra 125 contrários ao novo modelo ministerial de Lula. Entre os oito deputados da bancada de Rondônia houve divisão. Votaram contra o ministério de Lula os deputados Fernando Máximo (UNIÃO), Coronel Chrisóstomo (PL), Cristiane Lopes (UNIÃO) e Thiago Flores (MDB).

A favor da medida de Lula votaram os deputados rondonienses Lebrão (UNIÃO) e Lúcio Mosquini (MDB). Mauricio Carvalho (UNIÃO) e Silvia Cristina (PL) não participaram da votação.

Confira a nova estrutura ministerial de Lula:

– Agricultura e Pecuária;
– Cidades;
– Cultura;
– Ciência, Tecnologia e Inovação;
– Comunicações;
– Defesa;
– Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar;
– Integração e do Desenvolvimento Regional;
– Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome;
– Direitos Humanos e da Cidadania;
– Fazenda;
– Educação;
– Esporte;
– Gestão e Inovação em Serviços Públicos;
– Igualdade Racial;
– Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços;
– Justiça e Segurança Pública;
– Meio Ambiente e Mudança do Clima;
– Minas e Energia;
– Mulheres;
– Pesca e Aquicultura;
– Planejamento e Orçamento;
– Portos e Aeroportos;
– Povos Indígenas;
– Previdência Social;
– Relações Exteriores;
– Saúde;
– Trabalho e Emprego;
– Transportes;
– Turismo;
– Controladoria-Geral da União.

Os órgãos com status de ministério são:

– Casa Civil da Presidência da República;
– Secretaria das Relações Institucionais da Presidência;
– Secretaria-Geral da Presidência;
– Secretaria de Comunicação Social;
– Gabinete de Segurança Institucional (GSI);
– Advocacia-Geral da União (AGU)

 

Combate Clean Anúncie no JH Notícias