Search
Close this search box.
Publicidade

ATÉ TU CHRISÓSTOMO? – Deputados rondonienses votam “sim” por Lei Padre Júlio Lancellotti

A Lei proíbe cercas eletrificadas ou de arame farpado e muros com cacos de vidro
Publicidade

Conhecido como um dos membros mais fiéis da base bolsonarista no Congresso Nacional, o deputado federal Coronel Chrisóstomo (PL), que geralmente é contra as pautas da esquerda na Câmara Federal, votou favorável pela Lei Padre Júlio Lancellotti em sessão Extraordinária da Câmara dos Deputados nesta última segunda-feira (22).

Basicamente, a Lei altera o Código de Cidades e impede que projetos arquitetônicos feitos para prejudicar moradores de rua seja construídos.

Publicidade

A Lei impede a utilização de espetos pontiagudos, pavimentações irregulares, pedras ásperas, bancos sem encosto, jatos d’água, cercas eletrificadas ou de arame farpado e muros com cacos de vidro.

O nome da Lei é uma homenagem ao Padre Júlio Lancellotti, sacerdote membro da Pastoral do Povo de Rua, que chegou a quebrar blocos de pedra colocado em baixo de um viaduto em São Paulo e que impedia o acesso de moradores de rua.

Lancellotti também é conhecido por ser defensor da política aplicada pelo presidente eleito Lula, chegou a afirmar que “Lula não fecha igreja, ele abre corações” e foi alvo de ofensas nas redes sociais por partes de cidadão contrários à esquerda.

Além do Coronel Chrisóstomo, votaram a favor da Lei os deputados rondonienses Expedito Netto, Jaqueline Cassol, Lúcio Mosquini, Mariana Carvalho, Mauro Nazif e Silvia Cristina.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias