Notícias de Política

Comissão Especial do Iperon prorroga prazo para aguardar documentos

“Precisamos desburocratizar os processos, investir em tecnologia e acelerar as aposentadorias destes servidores, que tanto contribuíram para o desenvolvimento do Estado”, declarou o presidente da Comissão, Léo Moraes.


Postado em 22/10/2018 às 15h17min

Comissão Especial do Iperon prorroga prazo para aguardar documentos

A Comissão Temporária Especial criada para acompanhar os processos de aposentadorias relacionadas ao Iperon, presidida pelo deputado Anderson do Singeperon (Pros), em reunião extraordinária nesta segunda-feira (22) deliberou pela prorrogação dos trabalhos por mais 60 dias.

Mesmo o deputado Léo Moraes (Podemos) ter apresentado relatório dos trabalhos, o mesmo ficou prejudicado tendo em vista que o Executivo não apresentou todas as documentações requeridas pela Comissão, o que comprometeria o relatório final.

Assim, em comum acordo com o outro membro da Comissão Temporária, deputado Jesuíno Boabaid (PMN), foi acertado que, por excepcionalidade devido ao período eleitoral no qual as reuniões ficaram prejudicadas, o período de validade da comissão seria prorrogado para aguardar o encaminhamento das documentações requeridas.

Os parlamentares também agendaram reunião na Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep) para acelerar o encaminhamento desta documentação, bem como acompanhar os processos de aposentadoria e de digitalização de documentos, tendo em vista que no Estado do Acre as aposentadorias são concedidas em 24 horas e em Rondônia chegam a levar até um ano ou mais.

“Precisamos desburocratizar os processos, investir em tecnologia e acelerar as aposentadorias destes servidores, que tanto contribuíram para o desenvolvimento do Estado”, declarou o presidente da Comissão, Léo Moraes.

Os parlamentares também destacaram que a aposentadoria célere proporciona dignidade ao servidor e abre divisas ao Estado, tendo em vista que ele passa a ser responsabilidade do Iperon. “Com isso se pode realizar novos concursos ou o Executivo usar estes recursos e investir em tecnologia e infraestrutura” finalizou Léo Moraes.

Por JH Notícias



MAIS NOTÍCIAS DE Política