Notícias de Política

Confúcio diz que renuncia em 5 de abril, mas só sai se Daniel assumir compromissos

Postado em 15/01/2018 às 07h51min


Confúcio diz que renuncia em 5 de abril, mas só sai se Daniel assumir compromissos

Em entrevista a uma emissora de televisão em Ariquemes, o governador Confúcio Moura (PMDB) assumiu pela primeira que irá mesmo renunciar ao mandato e sai da chefia do Poder Executivo de Rondônia no próximo dia 5 de abril para dedicar-se à campanha ao Senado. Ele, no entanto, condicionou a renúncia ao cumprimento de acordos por parte do vice-governador, Daniel Pereira (PSB) e o principal seria a manutenção da linha administrativa de Governo. “Ele é muito responsável, muito ético, agora fui eleito para 4 anos, então esse resto de Governo não pode sair do roteiro”.

Confúcio disse que colocar o Estado nos trilhos, com contas em dia, não foi fácil e daí a necessidade de se manter a governabilidade. “Saio se ele me comprometer a seguir a minha linha”, afirmou.

O governador espera que Daniel Pereira, se não sair a reeleição em outubro, precisa apoiar um candidato do arco de alianças do Governo. “Se ele poiar um adversário, bagunça o que fizemos”.

O governante rondoniense disse ainda que só não disputa o Governo pelo MDB se o partido negar a vaga, mas mesmo assim já tem convites do PDT, Democratas, PTB, PCdoB e PRB.

Confúcio também falou que houve uma mudança de planos sobre as candidaturas do PMDB ao Senado. Segundo ele, há algum tempo o senador Valdir Raupp havia desenhado um quadro em que o governador terminaria o mandato e apenas ele (Raupp) disputaria a vaga. Mas tudo mudou e agora o MDB deve lançar os dois nomes.

Fonte: Rondoniagora