Search
Close this search box.
Publicidade

Deputado Camargo conversa com Bancada da Bala para derrubada de veto ao projeto que proíbe saidinhas de presos

Camargo entende que a decisão mexe com todos os estados, que é quem verdadeiramente atua no combate ao crime.
Publicidade

Sempre atento aos acontecimentos que envolvem o mundo da segurança pública no Brasil, o deputado rondoniense Delegado Camargo (Republicanos), presidente da Comissão de Segurança Pública na Assembleia Legislativa de Rondônia, está conversando com os deputados federais que compõem a chamada “Bancada da Bala” na Câmara Federal, para que coordenem um movimento para a derrubada do veto do presidente Lula ao Projeto de Lei que proíbe as saidinhas temporárias de presos em datas especiais. Camargo esteve recentemente com o deputado federal Ubiratan Sanderson (PL-RS), que é membro titular da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, a quem sugeriu o movimento pela derrubada do veto.

Com base nos dados que pontuam que as saidinhas temporárias estão se tornando cada vez mais utilizadas por bandidos para cometimento de novos crimes enquanto estão nas ruas, Camargo entende que o fim desta oportunidade, que chama de regalia, ajudará na redução da criminalidade dentro e fora das unidades prisionais, para ele, os presos que recebem este benefício já saem do presídio com uma encomenda das facções, até como forma de pagamento às ajudas e coberturas que recebem dos chefes dos crimes dentro dos presídios. “Os presos vão para estas saidinhas temporárias com uma missão definida que é alavancar recursos para o mundo do crime. A maioria deles aproveita a saidinha para cometer novos crimes, deixando a sociedade refém”, disse o deputado.

Publicidade

Camargo destaca também que as saidinhas temporárias tem sido uma “fuga permitida” pela justiça brasileira, pois uma grande parte dos apenados que saem com o benefício não volta mais para a cadeia. “A tese de relacionamento com a família, socialização do preso já se acabou há muito tempo. Hoje essas saidinhas temporárias se tornaram mais uma oportunidade para a criminalidade e tem que acabar”, disse o deputado.

Para o deputado federal Sanderson, o veto deve ser derrubado na Câmara dos deputados, uma vez que 257 deputados já manifestaram ação neste sentido. “Já temos planilhados 257 votos para a derrubada dos vetos, o Senado também deve ter. Essa posição do Lula derruba a máscara e mostra que o governo federal não quer combater a criminalidade, que vê o crescimento das facções e não quer o enfrentamento. Estamos vendo as facções crescendo nestes últimos 15 meses e se não tivermos o controle no combate à criminalidade viraremos uma Venezuela, Um México, Um El Salvador piorado”, disse Sanderson.

O deputado destacou ainda a importância das Assembleias Legislativas ajudarem nesta luta contra a criminalidade e parabenizou o deputado Camargo pela atuação. “ Precisamos de todas Assembleia Legislativas unidas com o Congresso Nacional nesta luta contra o crime, e o deputado Camargo está no caminho certo, buscando apoio, mobilizando os parlamentares para essa pauta importante que é o combate ao crime no nosso país”, pontuou.

Além dos deputados da Bancada da Bala, Camargo espera que os representantes de Rondônia na Câmara e no Senado também votem pela derrubada do veto. “Temos oito deputados federais e dois senadores rondonienses que podemos contar para esta luta, já que um Senador já debandou para o lado que defende a bandidagem, e esperamos que esses dez representantes de Rondônia e do povo de Rondônia no Senado e na Câmara Federal se manifestem contra as saidinhas dos presos, que só faz aumentar a criminalidade”, disse Camargo.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias