Notícias de Política

Jesuíno Boabaid preside audiência de instrução para discutir questões da Caerd


Postado em 31/01/2018 às 15h17min

Jesuíno Boabaid preside audiência de instrução para discutir questões da Caerd

O deputado Jesuíno Boabaid (PMN) presidiu na manhã desta quarta-feira (31) uma audiência de instrução legislativa para discutir a situação da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd). Houve a presença de representantes do governo do Estado e da prefeitura de Porto Velho.

Segundo o parlamentar, o objetivo da reunião foi dar espaço à presidente da companhia, Iacira Azamor, para apresentar a situação em que se encontra a Caerd e esclarecer alguns pontos, como o atraso salarial dos servidores e a falta de recapeamento das ruas após algumas obras pelas quais a empresa é responsável.

“Viemos discutir essa situação caótica da Caerd. É uma oportunidade de debater e a Iacira explicar as condições da companhia, todos os problemas na questão de orçamento, financeiro, investimentos e afins”, afirmou o deputado.

Ele questionou, também, a informação veiculada na imprensa de que a Caerd disponibilizará água potável em 100% da capital.

Azamor explicou que, além de presidente da companhia, ela também é diretora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Rondônia. “São duas atribuições pesadas, mas são interligadas para melhor atender a população com saneamento básico, que é a missão da Caerd”, citou.

Segundo Iacira Azamor, graças ao investimento do PAC haverá uma estação de tratamento de água (ETA) com capacidade de 1000mm e outra com 600mm, o que permitirá o bombeamento para as grandes redes e, após os devidos reparos, estará em perfeito funcionamento em toda a cidade.

“O bombeamento de água tratada vai começar em março. Claro que nem todos os bairros serão atendidos de imediato porque a maior parte das redes foi executada há muito tempo e as novas ainda não estão em operação. Ainda falta cerca de 20% de redes para atender a todos”, afirmou.

Ao ser indagada sobre os o recapeamento dos cortes feitos no asfalto de Porto Velho para a execução das obras, a presidente afirmou que os locais ainda prejudicados serão reparados após o período de chuvas. Ela ressaltou que o Departamento de Estradas de Rodagens (DER) tem ajudado como pode, mas lembrou que essa não é a prioridade do órgão.

João Chrisóstomo Moura, da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Urbanismo e Serviços Básicos (Semisb), afirmou que a prefeitura tem tentado andar sempre ao lado da companhia e questionou a possibilidade de, nas próximas obras, haver um melhor planejamento da Caerd para não haver mais o problema de asfaltamento.

“Você disse que ainda farão obras em bairros como o Mariana e o Igarapé, que deverão receber asfalto esse ano. Gostaríamos de planejar com vocês para que não tenha problemas no asfaltamento dessa região”, especificou.

O chefe da Casa Civil, Emerson Castro, afirmou que grande parte dos problemas de distribuição de água ocorre por conta de obras mal executadas em antigas gestões. “Serão deixadas condições para que o próximo gestor tenha ainda mais sucesso na melhoria do saneamento. Vamos levar água a toda a Capital e serão resolvidos problemas como o do bairro Mariana, que sofre muito na época da seca pela falta de abastecimento”, afirmou.

Iacira Azamor falou também da questão do atraso no salário dos servidores. Segundo ela, um dos maiores problemas é a diminuição na arrecadação da empresa. “Isso é por conta de uma decisão da ministra do STJ, que segregou a negociação do patrimônio das companhias, o que reduziu a arrecadação mensal em quase R$ 3 milhões”, disse.

De acordo com os dados apresentados, em 2017 foram arrecadados cerca de R$ 9,8 milhões, sendo que a folha de pagamento atual é de R$ 7,8 milhões.

O deputado, por fim, indicou à presidente o envio de um documento ao DER para que seja realizada a renovação da concessão para ajudar com a questão asfáltica e afirmou que haverá mais discussões para resolver o máximo de problemas da companhia até o fim da gestão atual do governo do Estado.

ALE/RO - DECOM - Isabela Gomes



MAIS NOTÍCIAS DE Política