Notícias de Política

Léo Moraes pede instalação de banheiros químicos nos trechos da BR 364 que estão passando por obras

Postado em 14/11/2018 às 10h21min


Léo Moraes pede instalação de banheiros químicos nos trechos da BR 364 que estão passando por obras

O deputado Léo Moraes (Podemos), na sessão desta terça-feira (13) na Assembleia Legislativa falou da necessidade de serem providenciados com urgência, pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) banheiros químicos nos trechos BR 364, sentido Rio Branco e Guajará-Mirim que estão passando por um aumento do nível da água, por conta da elevação da cota do reservatória da usina.

“Cobramos que sejam colocados no mínimo banheiros químicos para os transeuntes, os motoristas e as mães com crianças de colo. Por conta dessas obras, eles ficam parados por horas sem água e banheiro, ao relento passando por constrangimentos”, argumentou Léo.

O parlamentar falou também da interdição, a partir de hoje, da ponte sobre o rio Riozinho, localizado na BR 364 no km 226, no município de Cacoal. “Essa interdição, sem qualquer aviso prévio e mais uma demonstração da ineficiência e da incompetência que atreladas a corrupção que são os males que prejudicam o nosso país. Eles não passaram qualquer comunicado em tempo hábil e ainda não fazem o reparo durante a seca. Eles fazem o acompanhamento, o monitoramento, porém não executam as ações que devem na época certa”, denunciou.

De acordo com Léo uma obra desse porte em pleno inverno amazônico vai gerar uma série de problemas para os moradores e motoristas que precisam transitar pelo local. “Agora o governo terá que solicitar ao Exército atendimento de contenção e sinalização. Estamos falando da principal rodovia federal que leva Rondônia e a integra aos demais estados da nossa federação”, diz.

Léo sugere ainda que os deputados façam uma nota de desagravo ao Dnit pelos péssimos serviços prestados no Estado de Rondônia. Constantemente passamos por momentos de pare e siga. Certamente empresas estão envolvidas e ganhando muito dinheiro fazendo pouco e fazendo mal feito.

“Fica o meu pedido, que nesses próximos quatro anos todos nós possamos acompanhar e melhorar o atendimento, para que saibamos o que de fato querem fazer na nossa BR 364, se querem fazer os reparos, se querem a terceira faixa, se querem privatizar, mas consultando a opinião do povo. A BR 364 é conhecida como rodovia da morte, quando deveria ser a rodovia do progresso, o esteio do desenvolvimento”, finalizou o deputado Léo Moraes.

ALE/RO – DECOM – Laila Moraes
Foto: Gilmar de Jesus

Por Assessoria