Search
Close this search box.
Publicidade

MUDANÇAS – Isolamento no PL empurra Marcos Rogério para o PSD

Rogério e aliado de Expedito Júnior, líder do PSD
Publicidade

A última semana trouxe uma série de dúvidas aos eleitores rondonienses sobre qual será o destino político do fenômeno de votos no estado, Marcos Rogério (PL), que após um hiato de quase três meses, se manifestou publicamente saudando o retorno do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao Brasil.

Jair Bolsonaro é uma figura marcante na trajetória de Marcos Rogério, durante a sua gestão na presidência teve no senador rondoniense um feroz defensor no Congresso, fato que levou Rogério a se tornar pauta diária do noticiário nacional.

Publicidade

Mas, Rogério perdeu a eleição para governador, isso porque Bolsonaro preferiu não interferir nas eleições em Rondônia, pouco tempo depois ele pediu afastamento de seu mandato para tratar de assuntos de saúde em sua família e nesta última semana veio o golpe de seus correligionários bolsonaristas.

Rogério foi limado da direção do PL em Rondônia, que ficou nas mãos de Jaime Bagatolli, Coronel Chrisóstomo e Silvia Cristina. Na reunião que definiu a nova direção do PL em Rondônia, até o Jair Bolsonaro participou, mas nada de Rogério aparecer.

Até o momento, o senador afastado não realizou qualquer pronunciamento público sobre seu distanciamento partidário, o que pode indicar uma migração de partido, já que o seu primeiro suplente, que era do PL, foi para o PSD após assumir a cadeira de senador.

Em Rondônia o PSD é comando pelo ex-senador Expedito Júnior, que é um aliado de primeira hora de Marcos Rogério. Na eleição de 2018, após ser eleito com votação expressiva ao Senado, Rogério se declarou publicamente a favor de Expedito no segundo turno contra Marcos Rocha ao governo do Estado.

Tudo isso indica uma aproximação de Rogério ao PSD, o que não alteraria a composição do partido no Senado Federal quando ele voltar ao exercício de seu mandato. Até o momento, a análise do cenário é de que Rogério seguirá os passos de seu rival eleitoral Marcos Rocha, aliado de Bolsonaro, mas com o partido à parte desse apoio.

Anúncie no JH Notícias