Search
Close this search box.
Publicidade

OPERAÇÃO POLÍGRAFO – “Temos que ter cuidado com julgamentos antecipados”, afirma Marcos Rocha

O governador garantiu que dá todo o apoio a qualquer investigação
Publicidade

O governador Marcos Rocha (UNIÃO) falou sobre a deflagração da operação Polígrafo durante uma entrevista concedida em rede estadual.

Realizada pela Polícia Federal, a investigação apura possível fraude na compra de testes para COVID-19 durante o período mais crítico da pandemia em Rondônia.

Publicidade

De acordo com Marcos Rocha, ele apoia e dá liberdade às autoridades policiais realizarem qualquer tipo de apuração relacionada a denúncias de maus feitos com o dinheiro público e que nesse caso em especifico, as investigações estão sedo promovidas nas empresas que venderam esses materiais.

“Eles não estão falando sobre os testes, mas quanto as empresas, algumas empresas venderam esses testes para vários estados, e venderam superfaturados inclusive. Então, eu lembro que à época uma reunião com o Tribunal de Contas e o Ministério Público, esses órgãos falaram que o Estado precisava comprar todos os meios necessários para salvar vidas, e foi isso que fizemos em Rondônia, independente do que a investigação vai levar, nós temos muita tranquilidade”, afirmou Marcos Rocha.

Sobre a alegação da Polícia Federal de que havia uma pessoa dentro do Governo que utilizou de sua influência para liberar esses testes mesmo sem a validação da ANVISA, Marcos Rocha alegou que não tem conhecimento desse fato.

“Aí é investigação da Polícia Federal, o que eu sei é o seguinte, a gente tende a condenar as pessoas antes de termos a finalização de qualquer investigação, isso é um cuidado que temos que ter para não fazermos julgamentos injustos, vamos aprender a não condenar ninguém antes do processo penal”, finalizou Marcos Rocha.

As investigações seguem sendo promovidas pela Polícia Federal.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias