Notícias de Política

OPINIÃO E POLÍTICA – Adelino Follador diz que vai processar quem relembrar delação de Batista – Por João Paulo Prudêncio

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo rondoniense há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (Watssap) e (68) 99217-1709.


Postado em 19/02/2018 às 18h12min

OPINIÃO E POLÍTICA – Adelino Follador diz que vai processar quem relembrar delação de Batista – Por João Paulo Prudêncio

Indignado

O deputado estadual Adelino Follador andou bufando logo no início da semana, isso, após um material envolvendo seu nome à um suposto esquema de propina ser veiculado em jornais eletrônicos e compartilhado na rede. A denuncia é antiga, ocorrida ainda no primeiro mandato do governador Confúcio Moura (PMDB), entre os anos de 2010 e 2014.

A denuncia

O nome de Follador surgiu em meio à uma delação do ex-secretário da SESAU, José Batista, que foi preso pela Polícia Federal e para limpar sua barra com a justiça entregou diversos nomes de envolvidos em esquemas de corrupção, entre eles o governador Confúcio Moura, seu cunhado Assis Moura, além do deputado.

Porcentagem 

Ainda de acordo com a delação de Batista, Follador teria ser colocado como intermediário para que o governo de Rondônia pagasse os contratos pelo serviço de fornecimento de gás de uma empresa situada no interior do estado. Segundo Batista, há cada pagamento recebido, a empresa voltava para os representantes do governo 9%, sendo que 6% supostamente ficou para Follador.

A resposta

Se mostrando bastante indignado com o ressurgimento desse caso, Follador afirmou através de nota que tudo não passa de matérias montadas, requentadas, e que estão sendo colocadas por interesses de grupos políticos opositores com o claro interesse de desestabilizar seu mandato e uma possível candidatura à reeleição.

Justiça

O deputado ainda afirmou que vai processar quem relembrar o caso, já que de acordo com ele, a denuncia foi arquivada por falta de provas e a delação de Batista não conseguiu se sustentar por si só. Em nota, o parlamentar ainda afirmou que é a maior representatividade política do estado, deixando uma aparente megalomania sobre sua real condição política. Esse não é a primeira denuncia contra Follador arquivada por falta de provas, ele também chegou a ser acusado pelo Ministério Público Federal – MPF, de ter integrado uma suposta quadrilha que teria fraudado valores na compra de uma ambulância na época em que era prefeito de Cacaulandia.

Problema

Com a internet servindo cada vez mais como principal recurso de investigação e fiscalização dos representantes públicos, vai ficar complicado caso o deputado Follador saia processando todo mundo que lembrar de casos em que seu mome foi relacionados à escândalos, sair processando todo mundo pode ser mais problema do que solução, tudo isso em ano de eleição.

Mini-terminal 

Um coisa precisa ser dita, o prefeito de Porto Velho e seus comandos deviam ter vergonha de chamar um ponto de ônibus montado na calçada da TV Rondônia, de mini-terminal, não é! Primeiro que não existe integração e segundo que não possui banheiros, bebedouros, e outras estruturas comuns à terminal, mesmo de pequeno porte, uma obra medíocre, comemorada como algo relevante.

Pressão

Os vigilantes fizeram uma “batucada” nos corredores da Câmara de Vereadores de Porto Velho para pressionar os vereadores e enterrar de vez a tentativa do prefeito Hildon Chaves (PSDB) de implantar o sistema de monitoramento eletronico nas escolas da cidade, deixando desempregado quase mil trabalhadores, até o momento o projeto de Hildon está parado e os vigilantes vem ganhando a guerra.

Água

O 8º Fórum Mundial da Água, que começa no dia 18 de março, em Brasília, terá um dia dedicado ao debate sobre o papel do Poder Legislativo na garantia do direito à água. O anúncio foi feito pelo senador Jorge Viana (PT-AC) em entrevista à Rádio Senado. “Pretendemos ver como o Parlamento pode fazer boas leis para garantir o acesso à água”, disse Viana, que é presidente da Subcomissão Temporária Fórum Mundial da Água, criada pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional.

A coluna

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo rondoniense há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (Watssap) e (68) 99217-1709.

Fonte: JH Notícias



MAIS NOTÍCIAS DE Política