Notícias de Política

OPINIÃO E POLÍTICA – Após ser desbancado em seu domínio eleitoral, Neodi Carlos caminha para ostracismo político – Por João Paulo Prudêncio

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo rondoniense há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (Watssap) e (68) 99217-1709.


Postado em 16/02/2018 às 19h23min

OPINIÃO E POLÍTICA – Após ser desbancado em seu domínio eleitoral, Neodi Carlos caminha para ostracismo político – Por João Paulo Prudêncio

Cacique

Uma grande verdade é que o estado de Rondônia, em especial a região da zona da Mata e Cone Sul, ainda é controlado por grande monopólios políticos liderados na “ponta da chibata” por nomes que vem sendo há cada dia manchados com denuncias de corrupção e acusações de mau uso do dinheiro público. Assim foi com Valdir Raupp (PMDB), Ivo Cassol (PP) e o clã Donadon.

Machadinho 

Na cidade de Machadinho do Oeste, por muitos anos o ex-deputado e presidente da ALE/RO, Neodi Carlos (PSDC), mandou e desmandou na vida política da cidade, nome forte, ele havia sido prefeito antes de subir ao legislativo, porém o descaso com a comunidade local foi o início de sua derrocada política.

Ezequiel Júnior

Como uma proposta de renovação na política de Machadinho, surgiu o então radialista e funcionário de Neodi, Ezequiel Júnior, que através do PSDC obteve  7.640 votos, se tornando deputado estadual eleito no ano de 2014. Na época, ele ainda contou com o apoio do então cacique de Machadinho, já que Neodi havia desistido de concorrer à um novo mandato e se aventurou à candidatura de vice-governador na chapa de Expedito Júnior (PSDB).

O racha

Porém, ao assumir o mandato em 2015, Ezequiel começou a mostrar que não seria mais um commoditie político nas mãos de Neodi, tratou de se posicionar e tomar decisões que ia de choque ao grupo político acostumado a mandar em Machadinho e região, foi questão de tempo para o deputado abandonar o PSDC e migrar para o PRB.

Vitória 

Após romper de vez com o grupo de Neodi, Ezequiel Júnior arregaçou as mangas e trabalhou no pleito de 2016, conquistando mais uma vitória que empurraria Neodi cada vez mais para o ostracismo político, ele conseguiu eleger o prefeito de Machadinho, Leomar Patricio (PHS) e de lambuja se fortalecer nas cidades de Vale do Anari, Ouro Preto e Alto Paraíso. Estava decretado o início do fim político de Neodi Carlos nessa região.

Acusações

Sob as costas de Neodi estão denuncias de desvio de dinheiro da ALE/RO, além de acusações apontadas pela Justiça Federal durante a deflagração da operação Dominó, que chegou a prender deputados e membros do judiciário rondoniense. Na conta de Neodi também ficou o abandono de várias áreas urbanas e rurais dentro de Machadinho. Mesmo assim, Neodi já teria recebido convite para disputar um mandato em 2018 de nomes como Acir Gurgacz (PDT) e Ivo Cassol (PP).

De outro lado 

Com seu nome há cada dia mais enrolado na justiça, Neodi viu Ezequiel Júnior destinar milhares de reais para Machadinho do Oeste e região nos últimos anos, com uma aliança formada entre a Câmara de Vereadores e prefeitura, o deputado conseguiu promover uma série de ações dentro da cidade e se tornou definitivamente o principal nome político dessa localidade.

Na urna 

Correndo sério risco de ser condenado e acabar na cadeia, Neodi terá sua prova de fogo caso decida concorrer á um cargo eletivo em 2018, dentro de seu distrito eleitoral poderá sofrer um vexame que caso aconteça, certamente será o ponto final em sua carreira política. Mas isso são cenas para os próximos capítulos.

Telefonia

As prestadoras de serviços de telecomunicações poderão ser obrigadas a adotar um modelo de organização e apresentação de informações técnicas e de preços que facilite sua compreensão pelo usuário. A medida consta de projeto de lei (PLS 662/2011), que está na pauta da reunião de terça-feira (20) da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT).

A coluna

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo rondoniense há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (Watssap) e (68) 99217-1709.

 



MAIS NOTÍCIAS DE Política