Notícias de Política

OPINIÃO E POLÍTICA – Com maioria, UHE Santo Antônio deve elevar lago, saiba como votam os deputados – Por João Paulo Prudêncio

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo eletrônico há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (Watssap) e (68) 99217-1709.


Postado em 23/01/2018 às 18h11min

OPINIÃO E POLÍTICA – Com maioria, UHE Santo Antônio deve elevar lago, saiba como votam os deputados – Por João Paulo Prudêncio

Aumento da cota

Vem crescendo o lobby do Consórcio Santo Antônio Energia para que os deputados rondonienses aprovem rapidamente o projeto de elevação da cota do lago da usina de 70,5 para 71,3 metros. O que para muitas pessoas pode parecer uma metragem insignificante, significa a alagação de uma espaço relativo há dezenas de campos de futebol e a potencialização da degradação socioambiental até o dias de hoje não resolvidas pela usina dentro da cidade de Porto Velho.

Confúcio Moura

Entre os grandes apoiadores do Consórcio Santo Antônio nesse empreitada da alagação está o governador rondoniense, Confúcio Moura (PMDB), que já teria articulado sua base no parlamento para votarem a favor do aumento da cota, isso, mesmo com o consórcio não tendo sequer apresentando um projeto de impactos, além da autorização do IBAMA para esse aumento ter sido considerado no minimo ilegal pelo Ministério Público Federal – MPF.

Ou seja

O governador Confúcio Moura vem apoiando a proposta às cegas, o interesse do governador e do governo nessa intempestiva aprovação ainda não é conhecido. Dizem que o interesse vem de uma promessa de que caso elevado o lago, a usina de Santo Antônio iria gerar energia para acabar com os constantes apagões nos estados de Rondônia e Acre.

Porém

É complicado acreditar em qualquer compromisso referente à usina de Santo Antônio com a comunidade rondoniense, uma vez que eles não cumprem nem os acordos firmados com as autoridades legais. Outro ponto são as delações envolvendo o nome da usina e o pagamento de propinas à lideres do partido do governador Confúcio Moura dentro do estado de Rondônia, como por exemplo, o senador Valdir Raupp.

De olho

A comunidade anda atenta, porém com o anuncio nesta terça-feira (23) do Sistema de Proteção da Amazônia – SIPAM, de que uma cheia similar à de 2014 no rio Madeira está descartada, o projeto volta a tomar folego e a expectativa dos representantes do consórcio é de que seja devidamente aprovado e sancionado pelo governador em tempo recorde.

Na capital

Mesmo sendo quase a metade do colégio eleitoral rondoniense, com 302.398 mil eleitores, a cidade de Porto Velho não tem a maioria dos deputados no parlamento, muitos deles foram eleitos sendo totais desconhecidos do cidadão portovelhense, seus compromissos são com suas bases no interior do estado e não terão problemas políticos ou éticos em falarem “sim” ao remendo de proposta apresentada pelo consórcio Santo Antônio no intento de elevar o lago.

Cientes

Esses deputados devem estar cientes que qualquer problema ocasionado por essa elevação promovida sem as devidas exigências das autoridades judiciárias de fiscalização estará sobre conta e risco deles, porém estando no último ano da legislatura, muitos parlamentares poderão ceder ao lobby da usina. Uma coisa é certa, não haverá perdão para os deputados eleitos em Porto Velho caso votem favoráveis ao projeto da usina.

Devem votar Não

Votarão não ao projeto da usina os deputados Jesuíno Boabaid (PMN), Leo Moraes (PTB), Aélcio da TV (PP), Anderson do SINGEPERON (PV), Hermínio Coelho (PSD) e Ribamar Araújo (PR), esses seis deputados foram eleitos com massiva votação na capital e por esse motivo entendem a importância dessa votação para a comunidade portovelhense.

Devem votar Sim

Votam com o governo e a favor da usina  Airton Gurgacz (PDT), Alex Redano (PRB), Cleiton Roque (PSB), Edson Martins (PMDB), Ezequiel Júnior, Jean Oliveira (PMDB), Lebrão (PMDB), Geraldo da Rondônia (PSC), Luizinho Goebel (PV), Marcelino Tenorio (PRP), Maurão de Carvalho (PMDB), Rosangela Donadon (PMDB), Saulo Moreira (PDT) e Só Na Benção (PMDB).

Maioria

Com 14 votos sendo dados como certo, um há mais que os treze necessários para a devida aprovação, o consórcio Santo Antônio está confiante no aumento do lago sem a apresentação dos laudos e pré-requisitos cobrados pelo Ministério Público Federal – MPF.

Interior

Os parlamentares do interior que tem voto publicamente contrário ao projeto de elevação do lago são os deputados, Laerte Gomes (PSDB), Adelino Folador (DEM), Lazinho da Fetagro (PT) e Dr. Neidson (PT do B).

A coluna

João Paulo Prudêncio é jornalista e editor de política do jornal eletrônico JH Notícias e atua no jornalismo eletrônico há mais de dez anos. Informações e contato com a coluna através dos telefones: (69) 99230-0591 (Watssap) e (68) 99217-1709.

Fonte: JH Notícias



MAIS NOTÍCIAS DE Política