Search
Close this search box.
Publicidade

PROJETO DE LEI – Adoção de adolescentes pode virar política pública em Porto Velho

A proposta é de autoria do vereador Enfermeiro Roneudo (REPU)
Publicidade

A adoção de crianças entre dois e 17 anos de idade é um problema cultural no Brasil, uma vez que a grande maioria das pessoas, no momento em que buscam por um filho adotivo, preferem os bebês ou recém-nascidos.

Em Porto Velho (RO), um Projeto de Lei apresentado pelo vereador Enfermeiro Roneudo (REPU) pode instituir na agenda municipal um programa de políticas públicas voltados para o fomento da prática da adoção tardia dentro do município.

Publicidade
Vereador Enfermeiro Roneudo (REPU)

No texto do projeto fica estipulado medidas para que adolescentes que vivem em casas de acolhimentos se aproximem de possíveis pais adotivos através de parcerias com organizações da sociedade civil atuantes nessa causa.

“Considerando que ainda existe certa resistência por parte dos postulantes em adotar crianças que já não são mais bebes, é necessário sensibilizar as famílias para que se abram as possibilidades para a adoção tardia, afim de prover convivência familiar às crianças e adolescentes com menor chance de serem adotados”, justificou o vereador Enfermeiro Roneudo.

O projeto já foi lido em plenário e aguarda o posicionamento das comissões pertinentes antes de ser levada à votação.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias