Search
Close this search box.
Publicidade

Senador Jaime Bagattoli vota contra a Reforma Tributária e lembra que Brasil terá maior imposto do mundo

É uma completa irresponsabilidade permitir tantas exceções e, no fim, penalizar os mais pobres e o setor de serviços, afirmou o senador.
Publicidade

Na quarta-feira (8) o Senado Federal aprovou o texto-base da Reforma Tributária. Enquanto o Governo comemora a conquista, a oposição segue apontando os riscos que o novo modelo deverá trazer para a economia e o futuro do país.

Único senador de Rondônia e um dos três de toda a região Norte a votar contra a proposta, o senador Jaime Bagattoli (PL) lembrou que o Brasil passará a ter o maior Imposto sobre Valor Agregado (IVA) do mundo, título que hoje pertence à Hungria, que ostenta uma assombrosa alíquota de 27%.

Publicidade

“Eu não fiquei em cima do muro e, portanto, votei contra a Reforma Tributária. Só para terem ideia, dezenas de novas emendas foram acatadas de última hora e o Governo sequer fez um estudo de impacto. É uma completa irresponsabilidade permitir tantas exceções e, no fim, penalizar os mais pobres e o setor de serviços”, afirmou o senador.

Para o parlamentar, ao aprovarem a reforma, os senadores assinaram um cheque em branco que, na prática, permitiria o Governo elevar a alíquota do IVA para além do esperado, podendo comprometer boa parte do PIB nacional. “Literalmente, o Brasil caminha para ser um país falido”, acrescentou o senador.

Como o texto foi modificado no Senado, a matéria deverá passar por nova análise na Câmara dos Deputados.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias