Search
Close this search box.

AVANÇO – Companhia bilionária irá cuidar do tratamento do lixo de Porto Velho

A Orizon VR tem um capital que ultrapassa os R$ 1 bilhão
Publicidade

Companhia referência no tratamento de lixo nos perímetros urbanos, transformando esses resíduos em biogás, energia elétrica e outras formas de reciclagem, a companhia Orizon VR, comprou 51% da Companhia de Tratamento de Resíduos de Porto Velho – CTRPV pelo valor de R$ 10 milhões.

O último balanço apresentado aponta que a Orizon VR teve um aumento de capital de R$ 348,2 milhões e deve ultrapassar o montante de R$ 1 bilhão de seu capital, que está aberto na bolsa de valores.

Publicidade

A expectativa da Orizon VR em Porto Velho é de que suas estratégias em Porto Velho seja sucesso de implementação, entre os interesses estão a exploração de biogás, créditos de carbono, energia elétrica, biometano, recuperação de recicláveis, dentre outras atividades proveniente do tratamento de resíduos sólidos.

Uma área para aterro sanitário foi adquirida pela Orizon VR em Porto Velho. Quem vendeu foi uma empresa local de tratamento de resíduos que é um dos acionistas da CTRPV.

O novo ativo começará a funcionar recebendo inicialmente cerca de mil toneladas diárias de resíduos.

Esse é um passo importante para o avanço urbano da cidade de Porto Velho, que precisa de investimentos desse porte no tratamento de resíduos, uma questão que durante décadas vem sendo um grave problema para a população e seus gestores.

Anúncie no JH Notícias