Search
Close this search box.
Publicidade

BAIXA PROCURA – Estratégia é montada para evitar que vacina contra COVID-19 acabe no lixo

Essa metodologia vem se tornando eficaz
Publicidade

Após matéria veiculada pelo jornal JH Notícias alertando pela baixa procura de pais com filhos que apresentam comorbidades para a vacinação contra a COVID-19 que estava resultando no desperdício de doses da Pfizer Baby, servidores responsáveis pela vacinação na cidade de Vilhena falaram sobre as medidas tomadas para evitar que doses acabem indo para o lixo.

Na cidade de Vilhena os servidores criaram um cadastro de reserva para crianças que não possuem comorbidades, ou seja, se uma ampola é aberta para vacinar apenas uma criança que apresenta morbidade, o restante das doses é aplicado em crianças normais que cadastraram seus nomes na lista.

Publicidade

Essa metodologia vem se tornando eficaz no combate ao desperdício. Porém, o problema continua sendo a ausência de crianças para tomar a vacina.

Para que os pais cadastrem seus filhos nessa fila, basta procurar os pontos de vacinação espalhados pelas cidades rondonienses.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias