Search
Close this search box.
Publicidade

DEU CERTO – Servidores se adaptam ao ponto digital nos hospitais do Estado

No início houve forte resistência dos servidores
Publicidade

Com testes de implantação que começaram no início do ano, o registro da presença dos servidores e médicos que atuam nos grandes hospitais da rede pública estadual através do ponto digital já é uma realidade.

Bastante contestado pelos médicos que costumeiramente faziam rodízios e trocas de plantão conforma as suas disposições pessoais, o ponto digital foi uma decisão do Governo do Estado para melhorar o controle sobre a frequência dos servidores que atuam nesse setor de vital importância à sociedade.

Publicidade

Porém, de nada adiantou a contestação dos médicos, o ponto digital veio para todos. De acordo com fontes ligadas ao JH Notícias, em unidades hospitalares como o Cosme e Damião, Hospital de Base e João Paulo II, os primeiros meses do ponto digital  apresentou algumas falhas na questão do registro das horas extras.

Porém, todos os horários serão repostos ou remunerado nos próximos meses aos trabalhadores que ainda não receberam seus extras. Já os médicos tiveram de se adaptar à uma nova rotina de trabalho.

O ponto digital já vinha sendo utilizado pelos servidores que atuam no Centro Político Administrativo – CPA e o avanço dessa modalidade de registro de frequência no Estado garante maior transparência na fiscalização do serviço público.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias